"Deu Onda" continua no seu caminho, até agora desimpedido, para se impor como hit absoluto do verão 2016-2017. A música de Gabriel Paixão Soares, o MC G15, estreou em primeiro lugar entre as brasileiras no iTunes no dia 26 de dezembro, foi a música mais vendida na plataforma na última semana de 2016 e, naquela semana, foi também a mais ouvida em território nacional nos serviços de streaming Spotify, Deezer e Apple Music e encabeçou a lista "50 virais do mundo" do Spotify..

Publicidade

Publicidade

Já dançaram - e postaram devidamente o resultado nas redes sociais - a ex-BBB Ana Paula Renault, Viviane Araújo, Gretchen, o craque Ricardo Goulart (ex-Cruzeiro, atualmente jogando em um clube da República Popular da China) e a esposa Diane Goulart.

A mais nova adesão de peso - e de volume - ao hit foi a #Mulher Melancia, que postou sua versão de coreografia para a canção. Faltou, porém, combinar com o cachorro da funkeira, que se meteu no meio da gravação a agarrar a voluptuosa perna da dona, causando nela uma crise de riso.

O fato de a música ter conquistado as massas e as celebridades não quer dizer que ela não cause ainda um certo constrangimento à musa de MC G15. Ingryd Tawane, namorada do funkeiro desde os 13 anos de idade - ambos têm 18 anos agora e moram juntos em um apartamento comprado pelo cantor na capital paulista- é o objeto do desejo cantado na música ("Eu preciso te ter/Meu fechamento é você, mozão"). É preciso, neste ponto, lembrar que, para atingir um público mais amplo, a canção, que tinha uma letra com palavrões e falava de sexo de uma maneira ruborizante, ganhou uma versão mais light, que, no entanto, não dispensa referências à maconha.

Publicidade

A estratégia deu certo, como se viu, e a música estourou nas pardas de sucesso e se tornou ubíqua à altura da passagem do ano.

Em tempo: em 28 de dezembro do ano passado, o site da revista Veja SP noticiou que, levado pelo sucesso avassalador de "Deu Onda", o cachê de MC G15 tinha subido 500% e ele estava fazendo vinte shows por semana. Além disso, segundo o site, o agente do funkeiro informou que o artista recusou um cachê de 120.000 reais para se apresentar em uma festa de virada de ano - preferiu manter as férias que já tinha planejado.

Nada mal para um filho de ajudante de obra que ajudava o pai no trabalho enquanto pensava em música. "Ele sempre foi um guerreiro e trabalhava para ajudar a mãe e os irmãos. Sempre foi meu orgulho", diz Ingryd.

Vídeo:

#Famosos