A apresentadora Xuxa Meneghel, na sexta-feira, dia 27 de janeiro, fez uma publicação na rede social Facebook pedindo que um #Padre fosse preso. O post que #Xuxa publicou foi um vídeo onde aparece uma enorme fila de crianças passando pela bênção do pároco, mas de uma maneira bastante diferente do que seria o normal. Em vez da tradicional bênção, o padre puxa o cabelo das crianças, dá tapas e até chuta um menino que tenta escapar por baixo do altar.

Indignada, Xuxa exigiu que fosse aplicada a lei menino Bernardo, uma lei feita para inibir castigos físicos em crianças e adolescentes. No post ela ainda pediu para que as autoridades prendessem o padre.

Publicidade
Publicidade

Vídeo antigo do padre

O vídeo postado pela apresentadora na verdade não é novo, já circula na internet desde 2016, quando foi divulgado pela primeira vez no Youtube, e pode ser visto na publicação original feita na conta do Facebook pessoal da Xuxa:Pouco tempo após a publicação original ter sido feita a questão ficou esclarecida. O padre que aparece nas imagens é o José Roberto Angelotto, da Paróquia da Ressurreição, que fica em Ceilândia, DF.

Tal como aconteceu na época em que foi divulgado pela primeira vez, muitas pessoas vieram novamente defender publicamente o padre José Roberto, afirmando que é apenas uma brincadeira que ele faz, sem machucar nenhuma criança. Inclusive muitos afirmam que quando é ele que reza a missa na Igreja da Ressurreição, a fila para a bênção de crianças aumenta muito, tal é a popularidade e apreço que as crianças e a comunidade em geral tem pelo pregador.

Publicidade

Por outro lado, vários seguidores da Xuxa Meneghel, que desconhecem a verdadeira história, ficaram indignados com as imagens. Muitos não perceberam que trata-se de uma brincadeira e exigem que o padre seja punido pelas autoridades.

Em poucas horas, a publicação na timeline da apresentadora recebeu mais de 12 mil comentários e o vídeo atingiu um milhão e trezentas mil visualizações, fazendo com que José Roberto Angelotto tenha novamente os seus 15 minutos de fama.