Completando em sua segunda semana de exibição nos cinemas do mundo todo, o #Filme Cinquenta Tons Mais Escuros já alcançou números impressionantes de bilheteria. O segundo filme da trilogia Cinquenta Tons de Cinza traz de volta o casal Anastasia Steele (Dakota Johnson) e Christian Grey (Jamie Dornan), além de novos personagens que atrapalharão a vida dos dois.

O espectador mais atento que já conferiu o longa, já deve ter notado que Anastasia está mais exigente agora: ela aparece mais independente e menos atrapalhada que no primeiro filme. Mais importante ainda: o casal de atores parece finalmente ter se acertado no quesito "química", pelo qual foram tão criticados no filme anterior.

Publicidade
Publicidade

Obviamente, há um pouco mais de romance no relacionamento apimentado dos dois; e menos cenas de #sexo do que se esperava (o público aguardava muito mais). Elas continuam presentes no longa, afinal são marca registrada da trilogia (tanto dos livros quanto dos filmes), mas algumas foram encurtadas ou simplesmente deletadas.

Segundo as informações do site USAToday, Dakota Johnson teria revelado que determinada cena deu muito trabalho para ser feita e foi cruelmente cortada da versão final do filme.

"Há mais cenas de sexo em Cinquenta Tons Mais Escuros do que no primeiro filme", disse ela. Dornan completou: "E algumas foram cortadas". Foi então que Johnson declarou: "A cena na mesa de bilhar... nós passamos literalmente uma semana trabalhando naquilo".

Dornan então, com bom humor finalizou: "É bom que aquela cena apareça inteira no blu-ray!".

Publicidade

Apesar de parecer brincadeira dos dois atores, é bem provável que várias cenas tenham realmente sido cortadas para encaixar o filme na classificação etária mínima exigida. Agora, resta esperar pela "versão sem cortes", para saber o que o longa não mostrou no #Cinema.

Cinquenta Tons Mais Escuros é baseado no livro da escritora britânica E. L. James. A adaptação do texto para os cinemas ficou por conta do marido da autora, Niall Leonard. A direção é de James Foley.