A Netflix anunciou no ano passado sua nova série, intitulada ##girlboss, e deixou os amantes da moda na expectativa. A série será baseada em um dos livros mais vendidos na lista do New York Times, escrito por Sophia Amoruso, fundadora e executiva-chefe da Natsy Gal, uma loja de roupas online que começou como um brechó no site E-Bay. A série conta a trajetória da empresária desde muito antes dela imaginar fundar sua empresa.

Quem não acompanha o mundo da moda provavelmente não conhece a história de Sophia. A empresária tem uma trajetória muito inspiradora, tanto para quem sonha em entrar no mercado fashion quanto para quem adora acompanhar cases de sucesso de pessoas que começaram do nada e conquistaram impérios.

Publicidade
Publicidade

Trajetória nada convencional

A história de Sophia passa longe do tradicional. Desajustada e com uma filosofia de vida baseada no anarquismo, vivia pedindo carona em beiras de estrada, não estudava, não tinha emprego fixo e chegou até mesmo a furtar coisas para, segundo ela, "manter seu estilo de vida". Foi diagnosticada ainda na infância com depressão e déficit de atenção, o que fez com que seus pais a mantivessem estudando em casa. Mais tarde seus pais se divorciaram e Sophia se mudou para a Califórnia, onde viveu até os 17 anos até fugir de casa, rumo a Washington.

Sophia sustentou esse estilo desajustado até o dia em que foi pega furtando uma loja. Depois de ser liberada, ela diz ter tomado um choque de realidade e decidido voltar para a Califórnia para tentar arrumar um emprego.

Depois de descobrir uma hérnia que precisaria de tratamento, Sophia arrumou um emprego de segurança em uma escola de arte apenas para ter direito a plano de saúde, mas detestou seu trabalho e sentiu que não conseguia se encontrar profissionalmente.

Publicidade

Infeliz e angustiada com sua condição, ela resolveu abrir uma loja na plataforma E-bay para se distrair e até ganhar um dinheiro extra. A loja ganhou o nome de Natsy Gal Vintage, inspirado no álbum da cantora Betty Davis. O primeiro produto que Sophia pôs à venda foi um disco que ela tinha roubado. Mais tarde ela passou a vender roupas usadas que garimpava nos brechós e a ideia deu muito certo.

Segredo do sucesso

Sophia deu uma cara nova ao conceito dos brechós e explica que conseguiu isso ouvindo suas clientes e entendendo o que elas realmente queriam, criando um relacionamento estreito entre cliente e marca. Para ela, estar próxima de quem compra sua marca e se parecer com suas fiéis clientes é uma maneira de criar identificação e um dos vários motivos que tornaram sua marca um sucesso "da noite para o dia". E assim a Natsy Gal rapidamente se tornou uma das lojas que mais cresce no ramo de e-commerce. "A mídia social me permitiu ter uma conversa com os nossos clientes. Eu diria que foi a razão número um que nos deu consciência [sobre eles]", diz.

Publicidade

História contada no Netflix

Com Kay Cannon como criadora e produtora executiva, além de Charlize Theron, Beth Kono, Laverne McKinnon e a própria Sophia na produção, a série terá 13 episódios e trará a atriz Britt Robertson como Sophia. #GirlBoss estréia dia 21 de abril no Netflix e tem tudo para conquistar corações. #sophiaamoruso #Netflix