O crime do tráfico de drogas é um programa no Brasil e no mundo. Infelizmente, ele acaba envolvendo as mais variadas pessoas, inclusive, personalidades da mídia. Uma famosa apresentadora de televisão, por exemplo, está sendo acusada de um #Crime grave, pertencer ao cartel de drogas do México. A gata em questão é Pamela Posada, uma mulher que virou notícia no mundo inteiro nesta segunda-feira, 20. Aos vinte e seis anos e com a séria acusação de pertencer ao tráfico, ela publicou uma mensagem no Facebook em que questiona o que adianta as pessoas tentarem serem quem não são. Em seguida, ela se vangloria por, mesmo sendo tão jovem, já ter feito de tudo em sua vida.

Publicidade
Publicidade

A mensagem polêmica foi postada antes da mulher desaparecer das redes sociais, há quase um ano.

A apresentadora somente voltou à mídia no dia 07 de janeiro desse ano, quando foi presa no país e El Salvador. Algemada, ela não parecia tão animada com a vida do crime de outrora. Segundo os agentes da lei, Pamela pertence ao cartel conhecido como 'Sinalia'. O chefe dela é ninguém mais, ninguém menos que Joaquim Gouzmán, conhecido pelo apelido de 'El Chapo'. O criminoso, devido à sua importância internacional, acabou sendo preso em uma penitenciária de segurança máxima nos Estados Unidos. A bela apresentadora é acusada de ajudar na logística do tráfico. Ela seria responsável, por exemplo, por contratar as lanchas, que, mais tarde, transportariam cocaína.

Além disso, Pamela Posada é acusada de observar se as drogas chegariam ou não na Guatemala.

Publicidade

A apresentadora nega que seja parte do cartel internacional, mas as provas contra ele são contundentes. A comunicadora era uma das apresentadoras mais conhecidas em El Salvador. Ela comandava a atração 'O Porão', recorde de audiência na região. Antes disso, ela já era conhecida pelo seu trabalho como modelo. Há dois anos, no entanto, ela criou empresas que também são acusadas de fazer lavagem de dinheiro. A prisão da famosa mexeu com os fãs em El Salvador e muitos pedem até sua libertação. #Investigação Criminal