Um imigrante português foi detido pelas autoridades espanholas, depois de, com ajuda de um serrote, ter tentado decapitar na rua um espanhol, após uma discussão no trânsito. Tal como informa o site “Notícias ao Minuto”, o português de 49 anos não teria gostado que um casal de espanhóis tivesse deixado o seu carrinho de compras por arrumar, tendo saído do seu carro e pegado em um serrote. A mesma publicação garante que o detido tinha intenção de decapitar o homem que inicialmente ficou ferido com o golpe, bem como a sua mulher, que tentou evitar que seu marido fosse barbaramente assassinado à sua frente.

O início do ano para a comunidade portuguesa na #Europa tem sido um verdadeiro pesadelo.

Publicidade
Publicidade

Depois de notícias que confirmam várias mortes trágicas dos seus membros, agora foi a vez de um português ter cometido uma tentativa de homicídio, que está sendo notícia na Península Ibérica pelos piores motivos.

A discussão de trânsito, segundo informações das autoridades, aconteceu próximo de um supermercado em Godella, Espanha, depois de um casal ter deixado seu carrinho de compras na estrada, provavelmente não permitindo que o imigrante pudesse circular normalmente. Como garante o site “Notícias ao Minuto”, as duas vítimas ficaram feridas de forma ligeira e foram rapidamente transportadas para o Hospital local, enquanto o português está agora sendo acusado de tentativa de homicídio pelas autoridades.

Nas redes sociais, muitos portugueses estão chocados pelos detalhes macabros desse crime horrendo, pedindo que o seu compatriota possa ser duramente punido pelos seus atos, considerando também que esse tipo de crimes violentos apenas prejudicam a imagem dos portugueses trabalhadores na Europa.

Publicidade

De recordar que a comunidade imigrante portuguesa é uma das maiores na Europa, principalmente em países do Reino Unido, França, Espanha, Suíça e Luxemburgo. Também a comunidade imigrante brasileira é uma das maiores em território europeu, sendo que, muitas vezes, também enfrenta as mesmas dificuldades que a portuguesa em outros países, especialmente nas tragédias de carro. #Investigação Criminal #Emigração