De acordo com informações do jornal Extra do Rio de Janeiro, em reportagem publicada nesta sexta-feira, 3, o corpo da socialite e funkeira Heloísa Worms Pinto foi encontrado pelos agentes. A mulher, mais conhecida pelo nome artístico de Heloísa Faissol já estava morta, quando os policiais chegaram a seu apartamento, localizando em uma área nobre do Rio de Janeiro, o bairro de Copacabana, na Zona Sul da cidade. Mais conhecida como Heloísa Faissol, a falecida tinha quarenta e seis anos de idade e ficou famosa em todo o país por participar do reality show '#A Fazenda', da Record TV. Um dos primeiros jornais a confirmar o falecimento da artista foi justamente o 'Balanço Geral', exibido pela emissora de Edir Macedo.

Ao que se sabe, quem encontrou o corpo da artista foi o filho dela, de dezenove anos.

Publicidade
Publicidade

Alguns detalhes chocantes sobre a morte chegaram a ser divulgados por amigos nas redes sociais, mas como a polícia ainda não confirma o que motivou a morte, não iremos divulgar essas informações em respeito à família de Heloísa. Para ter certeza sobre o que motivou a causa da morte da artista, o corpo dela foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. A delegacia de Copacabana irá investigar a estranha morte da funkeira.

Ao entrarem no apartamento de Heloísa, o corpo dela estava já sem vida na cozinha. Uma perícia foi feita no local. Assim que viu o cadáver da mãe estendido no chão, o filho, que não teve o nome identificado, entrou em contato com as autoridades. Ele e outros parentes da socialite e funkeira estão muito abalados com a perda familiar de uma forma tão trágica.

Publicidade

Na internet, muitos amigos e fãs da funkeira rica fizeram publicações lamentando a perda. "Nossa, já acordo com essa triste notícia. Minhas forças e condolências à família", disse um internauta. De classe média alta, Heloísa ficou famosa ao virar cantora de funk. Ela participou da sétima edição de 'A Fazenda' e se deu bem no reality da Record, terminando sua estadia em terceiro lugar na competição. #Crime