O pastor #Silas Malafaia, líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), fez um vídeo sobre uma reportagem feita pelo jornal Extra, que tratava de uma #Evangélica carioca que teria supostamente recebido um ‘aval’ do seu pastor para desfilar no #Carnaval do Rio de Janeiro quase que completamente nua e sem tapa-sexo.

A capa do Extra estampou: “Nudez liberada pelo pastor”. Silas, em vídeo, afirmou que essa moça – a sambista e evangélica Tauane Rocha, de 34 anos – pode ser muita coisa, no entanto, nas próprias palavras do líder religioso: “Ela só não é evangélica.”

Tauane deu entrevista ao portal Extra e afirmou: “Demorei duas semanas para dar a resposta para a Rocinha (Escola de Samba em que ela desfilou nua na Sapucaí) Pensei na minha filha, conversei com meu pastor. Como é um trabalho profissional, todos apoiaram.”, afirmou a sambista.

Publicidade
Publicidade

Tauane afirmou que frequenta a sua igreja evangélica: Projeto Vida Nova. A morena já tem 18 anos de participação no carnaval do Rio de Janeiro e confessou em entrevista que essa foi a primeira vez em que ela desfilaria quase que completamente nua.

Com relação a Silas Malafaia, acompanhe o vídeo em que o líder religioso critica a reportagem do jornal Extra e afirma que Tauane pode ser muita coisa, só não é evangélica.:

“Como se pastor evangélico concordasse com nudez. Nós temos a Bíblia, nós seguimos a bíblia, que condena que se use o corpo como instrumento de cobiça e instrumento de pecado.”, diz Malafaia, no início do seu vídeo.

“Esse negócio de ser evangélico, qualquer um pode falar. Ter carteirinha de igreja evangélica, qualquer um pode ter. Isso não quer dizer nada, não. Uma pessoa evangélica autêntica é aquela que pratica a palavra de Deus, que obedece a palavra de Deus, não é porque gosta de ir na igreja, não.

Publicidade

Tem que viver o evangelho. Lamento muito em dizer: essa pessoa, essa passista, ela pode ser qualquer coisa, menos evangélica.”, concluiu o pastor. Silas ainda lembrou que o Extra pôs uma nota justificando essa matéria.