Mais de um mês após a morte, o corpo de #George Michael ainda não foi enterrado. De acordo com o jornal "The Sun", o funeral do cantor, que faleceu no dia 25 de dezembro de 2016, só deve acontecer apenas no mês de março.

Segundo a publicação, o motivo para que o músico ainda não tenha sido velado seria a conclusão dos exames toxicológicos, que ainda não tiveram os resultados divulgados. Fontes ligadas ao veículo, no entanto, alegaram que esse é o procedimento normal nesses casos, em que o veredito pode levar até oito semanas."Então acredito que os resultados ficarão prontos no final do mês (de fevereiro)", disse a fonte, que também afirmou não haver novidades sobre o ocorrido, apesar de ser tratado como morte suspeita, o que contraria o laudo inicial da autopsia, que classificava a morte como “inexplicável, mas não suspeita”.

Publicidade
Publicidade

Com a liberação, o corpo de Michael deve ser sepultado ao lado de sua mãe, Lesley Angold Panayiotou, em Highgate, região norte de Londres, na Inglaterra. A genitora do artista está lá desde 1997, quando não resistiu às complicações de um câncer, aos 60 anos.

Polícia retira suspeitas de namorado

Desde que George Michael foi encontrado sem vida em casa, pelo seu namorado Fadi Fawaz, o cabeleireiro passou a ser investigado como um dos principais suspeitos da morte do astro. Fawaz foi interrogado pelas autoridades britânicas no último mês, durante a reconstituição da morte de George.

A polícia o considera uma figura controversa, desde que ele alegou ter passado a noite de Natal dormindo no carro, antes de ter encontrado o namorado. Entretanto, o laudo final atesta que não há nenhum indício que ateste Fadi como um envolvido na morte do cantor.

Publicidade

“Estamos convencidos de que não há circunstâncias suspeitas”, informou um porta-voz ao jornal "Daily Mail".

Família de George Michael ignora Fawazz

Apesar da determinação policial, pessoas próximas a Michael atestam que a família do músico passou a evitar manter contato com o cabeleireiro. Muitos parentes do famoso acusam Fawazz de ser um dos principais responsáveis para um possível suicídio do cantor, como sugeriu em uma mensagem publicada em seu perfil no Twitter, na qual afirmava que o companheiro premeditava tirar a própria vida. “A única coisa que George queria fazer era morrer. Ele tentou se matar muitas vezes e finalmente conseguiu", escreveu no microblog. #Morte George Michael #Famosos