Em entrevista ao programa “TV Fama”, da Rede TV, o apresentador Ratinho, famoso por seu programa sensacionalista dos anos 1990, defendeu seu novo colega de emissora, Marcão Do Povo, que foi demitido da TV Record, onde apresentava o jornalístico Balanço Geral DF, após chamar, ao vivo, a cantora Ludmilla de “pobre e macaca”.

Ratinho disse: “É uma polêmica que achei meio injusta porque é um termo comum naquela região (Tocantins). Não acredito que um apresentador de TV tenha coragem de falar ou de pensar isso de uma pessoa, eu sempre falo algumas expressões regionais no meu programa: ‘Esse cara aí é pé de macaco’, isso quer dizer que é uma pessoa que não te deu importância (sic).”

Marcão do Povo, estreou no comando do jornalístico “Primeiro Impacto”, no SBT, na segunda-feira (20).

Publicidade
Publicidade

Ratinho disse ao “TV Fama” que não assistiu o jornal e que não conhece Marcão do Povo pessoalmente, mas quando se encontrarem, dará as boas vindas.

Entenda a polêmica

No jornalístico Balanço Geral DF, ao comentar uma reportagem no quadro “Hora da Venenosa”, Marcão do Povo chamou a cantora Ludmilla de “pobre e macaca”, ao vivo.

A TV Record, demitiu o apresentador e soltou uma nota de repúdio contra qualquer tipo de preconceito. Poucos dias depois, Marcão do Povo assinou contrato com o SBT e esta no comando do jornalístico matinal “Primeiro Impacto”.

Marcão do Povo deu uma entrevista falando sobre a polêmica, dizendo que em nenhum momento quis ofender a cantora. Por ser do interior do Tocantins, o apresentador disse que desenvolveu diversos vícios de linguagem.

Disse também que o termo “macaco“ é muito usado no Centro-Oeste sem ser ofensivo, é muito comum ouvir pessoas falando “aquele cara é macaco velho“ no sentido de vivência e experiência, não no sentido ofensivo.

Publicidade

Foi nesse sentido, argumentou Marcão do Povo, que falou no programa.

Para ele, a acusação de racismo não procede. “Tenho uma carreira de muito respeito a todos, independente de cor, raça ou credo“, disse o apresentador.

O Brasil é um pais multirracial, todo preconceito é feito de ignorância. #Racismo é crime e deve ser punido com prisão.