O show mais esperado de #Lady Gaga deste início de ano acontece neste domingo (05), durante o intervalo entre a final de campeonato de futebol americano, no NGR Stadium, em Houston, Texas, Estados Unidos, e já existem apelos para que a cantora não traga nenhuma crítica política durante sua apresentação.

A Associação Nacional de Rifles (NRA), grupo que dá voz aos detentores de armas dos Estados Unidos, representado pelo comentarista conservador político Bill Whittle, pediu, durante uma transmissão de seu próprio canal de TV, a NRA TV, para que Gaga faça um evento apenas divertido e não mais um “ataque político”. As informações são do site NME.

Publicidade
Publicidade

“ Acredito que se Lady Gaga subir naquele palco e tornar aquilo um evento anti-Trump, acho que será a gota d’água para uma declaração de guerra entre a cultura pop e os cidadãos de verdade”, comentou Bill. “Isto não é o Kennedy Awards. Isto não é o Oscar. Isto é o #Super Bowl, lugar em que os americanos reais se juntam para ter um dia divertido. A última coisa que eles querem é escutar quão estúpidos e racistas são”.

Veja a transmissão

Ainda de acordo com o veículo, em uma coletiva de imprensa na última semana, a intérprete de "Born this Way" comentou vagamente os detalhes de sua apresentação e não descartou a possibilidade de uma crítica política.

Publicidade

“A única declaração que eu vou fazer durante o show de intervalo é a que eu tenho feito, consistentemente, durante toda a minha carreira. Eu acredito na paixão da inclusão. Eu acredito no espírito da igualdade, e este é o espírito deste país, de amor e bondade. Minha apresentação defende essas filosofias”, afirmou a cantora.

Vale lembrar que em 2016, Beyoncé, a principal atração musical da 5oª edição do Super Bowl, trouxe uma forte crítica social e política com a apresentação do seu single “Formation”, do álbum “Lemonade”. Alvo de crítica dos mais conservadores, a cantora enfrentou, inclusive, uma tentativa de boicote.

O final do campeonato de futebol norte-americano começa a partir das 21h, pelo horário de Brasília, e será transmitido por canais pagos aqui no Brasil. Alguns trechos do ensaio da cantora vazaram nas redes, como já foi mostrado na Blasting News. #EUA