Não há jeito de contornar o tema, a ascensão dos movimentos de defesa dos direitos dos homossexuais, as resistências que eles enfrentam e a briga em torno de agendas culturais, legislativas e outras colocaram o assunto no centro de acaloradas discussões e o meio artístico não é exceção. Por isso, uma das curiosidades mais comuns sobre a vida dos artistas - #Famosos em geral, na verdade - é se já tiveram um caso com alguém do mesmo sexo. Não que a curiosidade em si seja um fenômeno recente: ainda que meio reprimida pelos costumes mais conservadores então vigentes na sociedade, a curiosidade sempre esteve presente, mesmo que nem sempre se julgasse prudente externá-la.

Publicidade
Publicidade

O escritor Gore Vidal, bissexual, por exemplo, famosamente respondeu há algumas décadas a uma pergunta sobre se sua primeira vez havia sido com um homem ou com uma mulher com o engraçado despiste "eu era educado demais para perguntar".

A mais recente celebridade que foi confrontada com questão sobre ter tido ou não um envolvimento romântico com alguém do próprio gênero foi a sexy Cleo Pires, capa da versão nacional da revista Playboy em 2010 (tratava-se de uma edição especial por conta do trigésimo quinto aniversário da revista no Brasil). Em entrevista ao youtuber Matheus Mazzafera, ele próprio gay assumido, ela disse que já recebeu um convite até "feroz" de uma mulher "muito sexy", do tipo que todo homem quer “pegar” e chegou a pensar em experimentar como seria, mas, apesar de achar bonito duas mulheres se beijando, o gênero dela, por mais que ela consiga facilmente reconhecer a beleza feminina, não lhe dá, segundo suas próprias palavras, tesão.

Publicidade

Ela inclusive disse que suspeita que é a única mulher que nunca beijou outra e afirmou que quando conta que ela ainda é totalmente inexperiente neste aspecto, as pessoas simplesmente não acreditam.

Na outra ponta do espectro sexual, a também linda global Bruna Linzmeyer, escalada para a trama a Força do Querer, que substituirá A Lei do Amor na grade da emissora carioca, assumiu, em 2016, a bissexualidade e está namorando a cineasta Kity Féo, mais de vinte anos mais velha. Como diz a velha canção, ressaltando a variedade às vezes surpreendente de experiências amorosas e as diferenças entre os indivíduos, "Quem um dia irá dizer que existe razão/Nas coisas feitas pelo coração?/E quem irá dizer/Que não existe razão?" #Cléo Pires