A série The OA, original #Netflix, criada por Zal Batmanglij e Brit Marling (que além de criadora também é a protagonista da série - Prarie) veio ao ar no final de #2016 e de primeira já conquistou diversos espectadores com o seu tom de fantasia e suspense mixados com um teor psicológico e espiritual que a série aborda. O enredo da série em si, trata de uma garotinha russa chamada Prarie Johnson que após um trágico acidente vai morar nos Estados Unidos e quando já adolescente desaparece por sete anos. Depois de todo esse tempo ela é vista em um vídeo divulgado no YouTube e acaba voltando a sua cidade na qual havia desaparecido.

O que, de fato, já nos traz um estranhamento logo no começo é o simples motivo dela retornar à cidade enxergando.

Publicidade
Publicidade

Para não dar nenhum spoiler, o que mais causou esse prendimento das pessoas à série foi o motivo de tentar entender o que aconteceu com ela todo esse tempo em que esteve desaparecida.

O final da primeira temporada

Para quem chegou até o final, o que provavelmente foi bastante rápido, pelo fato da temporada ter apenas oito episódios ou por ela realmente prender a atenção do espectador com aquelas "deixas" de suspense ao final dos episódios, o final foi super estranho ou no mínimo ininteligível.

O espectador fica com aquela sensação de "buguei" / "travou" sem realmente entender o porquê daquilo. É complicado tentar esquematizar os acontecimentos da série e tentar dar uma de Sherlock Holmes para ver se é possível desvendar o mistério. Para tanto, é necessário que você tente amplificar seu olhar e observar todos os lados da história e não apenas o que vai sendo contado por Prarie ou OA (que é uma possível abreviação do que ela pensa ser e descreve ao longo da trama).

Publicidade

Ou para quem gosta de simbologia é cabível uma percepção de um círculo e de asas. Fica a seu critério!

Qual seria a categoria da série?

No site da Netflix, a série entraria na categoria do surreal, drama e mistério. Mas, depende muito de quais elementos você, espetador, vai considerar ao assistir. Há quem ache que se trata de uma série que aborda, como tema de fundo, conspiração. Outros, acham que ela pode abordar temas em relação à espiritualidade e transtornos psicológicos.

Os episódios iniciais realmente te fazem pensar "fora da caixinha", te fazem refletir e te testam para ver até onde você acredita. Eles tratam da mente, do ser, da vida e de alguns valores que nos são necessários. O tipo da série que você assiste de madrugada e não consegue dormir pensando e refletindo sobre TUDO.

O que você acredita?

A interpretação depende de você! #theOA