No domingo passado, 05, os assinantes da #SKY BRASIL foram surpreendidos de maneira desagradável. A distribuidora de conteúdo, #Fox Broadcasting Company, surpreendeu a todos quando resolveu retirar da Sky, todos os seus canais (Fox, FX, NatGeo, NatGeoWild, Fox Sports, Fox Sports 2 e Fox Life). Lógico que essa ação pegou mal para a operadora, que no momento passa por uma crise e vem perdendo muitos assinantes, mesmo sendo a segunda maior do país.

De acordo com o grupo Fox, não foi possível ainda entrar em acordo com a operadora Sky. "As condições comerciais e de distribuição da Sky estão abaixo dos valores de mercado e do valor e relevância do conteúdo que o público elege e desfruta", afirmou o grupo Fox.

Publicidade
Publicidade

Com saída do grupo, muitos assinantes já estão ligando para a operadora exigindo o cancelamento da assinatura. Os canais da Fox estão entre os mais populares da Sky. Com uma programação diversificada e de qualidade, a Fox traz grande filmes, séries, programas esportivos e animações.

Para aqueles que assinam Sky Brasil, infelizmente não vão poder acompanhar o reinício da segunda metade da sétima temporada de #The Walking Dead, que reinicia nesse domingo, 12, caso o acordo não aconteça. The Walking Dead é a série de maior audiência no Brasil. E se já não fosse ruim ficar sem o seriado, os assinante também não vão mais poder acompanhar a Copa Libertadores 2017, campeonato mais importante do continente, já que a Grupo Fox possui todos os direitos de distribuição. Para quem é fã de Simpsons, transmitida pela Fox, e Uma Família da Pesada, transmitida pela FX, essa também é uma péssima notícia.

Publicidade

O própria grupo levantou várias enquetes na internet, na qual motivava os fãs a pressionarem a operadora

Resposta da Sky Brasil

Após o corte dos sinais, a Sky resolveu atacar a Fox, acusando a emissora de romper o sinal antes do combinado. Em resposta aos seus assinantes, a Sky acusa o grupo de pedir um aumento abusivo e fora da realidade da economia do nosso país. "Por ora, a Fox retirou seus canais porque a Sky não concordou com o aumento proposto pela Fox, superior à 50%, o que a Sky considerou abusivo e fora da realidade econômica do nosso país. O corte também foi feito pela Fox antes do fim das negociações. Vamos continuar defendendo o interesse dos nossos clientes durante as negociações!, afirmou a operadora no Twitter.

Vale ressaltar também, que a Sky não é a única operadora que sofreu com essa pressões da Fox. A Oi teve o mesmo problema em fevereiro do ano passado, quando a emissora retirou seus canais do ar. Uma semana depois eles entraram em acordo e os canais retornaram. Em julho, entraram em briga com a Claro e a Net, mas tudo se resolveu rápido e medidas drástica não precisaram ser tomadas.