O humorista #Tirullipa, filho do deputado federal Tiririca, está causando polêmica nas redes sociais depois que publicou no YouTube o clipe “Gorda”, #Paródia da música “Loka”, de Maiara e Maraisa com participação de Anitta.

O clipe da música original foi publicado no dia 6 de janeiro e tem quase 100 milhões de visualizações no maior site de compartilhamento de vídeos do mundo. A paródia de Tirullipa ainda não completou 24 horas no ar e já alcançou 250 mil visualizações.

O vídeo chegou a ficar indisponível por alguns instantes depois que foi publicado. “Por direitos autorais, não estão deixando a minha paródia da Simone e Simaria e Anitta”, explicou o humorista.

Publicidade
Publicidade

Depois de conversa com a Universal Music e com as cantoras, a paródia foi liberada e o conteúdo voltou para o ar.

Cantor, ator e humorista, Tirullipa tem se destacado pelas paródias engraçadas que tem postado em seu canal no Youtube.

Letra

“A Marília Mendonça também é gorda / Maiara e Maraísa também é gorda / A Simone da Simaria também é gorda”, diz um dos trechos mais polêmicos da música criada pelo humorista. Em outro trecho, é cantado: “A minha amiga Preta Gil também é gorda / E a cantora Adelle também é gorda”.

No próprio YouTube, a avaliação do vídeo é bastante positiva. Além do alto número de visualizações, são quase 95 mil likes e menos de mil deslikes. No Twitter, a paródia foi elogiada pela maioria, mas houve quem criticasse.

Tirullipa também recebeu muitos elogios.

Publicidade

Agradecimento

“Aí galerinha, obrigado por ter assistido o vídeo. Eu quero agradecer a todo mundo: à Universal Music, à #Simone e Simaria, ao compositor da música. Agora compartilhe, coloca o joinha dizendo que ‘gostei’ e se inscreve no canal para receber o vídeo novo”, disse o humorista, em vídeo gravado direto dos Estados Unidos.

No final, ele mandou um recado para todas as mulheres que estão acima do peso. “Gordinha, parabéns, seja quem você é, ame-se do jeito que você é, porque o importante é você se amar sendo do jeito que você é mesmo”, afirmou Tirullipa.