No Brasil, realities shows costumam fazer muito sucesso. Programas como o 'Big Brother Brasil' estão há anos no ar. Outras atrações, como o 'No Limite', também fizeram muito sucesso. No entanto, nada impressiona mais do que as notícias de verdade, àquelas que fazem parte do nosso dia a dia. Pois é, um homem Russo, ao ligar a televisão acabou descobrindo o inimaginável, a sua esposa não apenas tinha uma vida dupla, como todo mundo já sabia do lado 'B' de sua mulher através da mídia. No jornal da noite, ele viu a sua mulher sendo presa. Ela foi levada pelos agentes da lei apenas usando uma lingerie (como mostra a foto dessa reportagem). A dita cuja foi presa acusada do crime de prostituição.

O caso foi noticiado aqui no Brasil pelo portal de notícias 'Bol'.

Publicidade
Publicidade

O telejornal mostrou quando a mulher foi presa e o marido parecia não acreditar que a pessoa que tanto confiava mentiu para ele. Pior, que todos os seus parentes e amigos agora tinham certeza que a detida era uma garota de programa, ou seja, exerce uma das profissões mais antigas da humanidade. O pobre coitado, que decidiu se informar na TV um pouco tarde demais, foi identificado como Igor Alexeev. A prisão ocorreu ao vivo e foi mostrada pela Ufa, uma televisão russa local. A emissora estava fazendo uma reportagem sobre a prostituição e o combate das autoridades russas contra a prática ilegal.

A esposa de Igor foi levada pelos policiais usando apenas uma meia calça e lingerie. Ela estava na cama com outro homem, quando os homens da polícia chegaram. A mulher cobrava cerca de R$ 660 por cada programa.

Publicidade

Igor diz que jamais imaginou sobre a vida dupla da esposa e que ficou pasmo quando, mais tarde, pesquisou o nome da esposa e descobriu que ela oferecia tais serviços por meio da internet. Ao saber da prostituição, o russo decidiu entrar na justiça. Ele pede que a justiça o separe, sem dar nada para a esposa e que ele ainda consiga ficar sozinho com a guarda da filha do casal.

E aí, deu medo de ver aquele programa de TV predileto? Comente! #Crime