O último episódio de #The Walking Dead teve como foco a comunidade de Hilltop e o plano para matar #Negan executado por Sasha e Rosita. Na ida dos Salvadores a Hilltop, Daryl e Maggie tiveram momentos que esperaram muito tempo para ter. Conversas sobre Glenn e desabafos. E, depois de alguns episódios, finalmente Sasha e Rosita foram atrás de Negan.

Durante a dinâmica do episódio podem ter passados detalhes que poucos perceberam, porém, são importantes para a trama. Leia a seguir:

1 – A representação do título do episódio “The Other Side”

Todos os títulos do episódio de The Walking Dead costumam ter uma representação, como uma fala de algum personagem ou até mesmo um momento, também podem atribuir vários significados.

Publicidade
Publicidade

Sasha citou a frase “The Other Side” (O Outro Lado) após ter falado para Rosita sobre a passagem secreta nos muros de Hilltop, que levava para “o outro lado” do muro.

Também pode significar como Sasha em Rosita estavam em posições opostas sobre o plano para matar Negan. E, após isso, as duas, de fato, ficaram em posições opostas quando ficaram separadas pela cerca.

E, ao final, Eugene parece ter escolhido “o outro lado”.

2 – O colar de Abraham

Após ter visto Sasha usando o colar que Rosita fez para Abraham, Rosita ficou bastante irritada. Porém, não foi Abraham que deu o colar para Sasha, e sim Jesus. Durante a visita de #Rick e o grupo na sexta temporada em Hilltop, quando houve uma pequena confusão, Abraham quase foi estrangulado e durante a luta perdeu seu colar. Jesus encontrou e entregou para Sasha no quinto episódio dessa temporada.

Publicidade

3 – Os Salvadores têm seu próprio jeito de se referir aos zumbis

No mundo de The Walking Dead, eles nunca ouviram falar sobre zumbis. Ou seja, os mortos-vivos são algo inédito para os personagens. E vários grupos desenvolveram várias formas de se referir aos zumbis, a mais comum: “walkers” mas já tiveram “roamers”, “lurkers”, “geeks” e “biters”. Já os Salvadores os chamam de “dead ones”, onde Eugene confirmou o termo no rádio no último episódio.

4 – Eugene continua agindo da melhor forma

Uma das maiores questões em relação aos personagens é se Eugene está planejando algo ou não, se infiltrando na trupe de Negan. Ele tem se mostrado bastante potente dando ordens aos Salvadores, mas, nos últimos instantes do episódio, quando surgiu uma boa oportunidade de fugir criada por Sasha e Rosita ele se recusa, o que pode ter sido uma boa jogada, independente do que ele tem em mente.

O interessante de tudo é que Eugene não é um prisioneiro igual Daryl foi. Ele acolheu a proposta de Negan e rapidamente subiu de posto.

Publicidade

Agora tem a oportunidade de conhecer a rotina dos Salvadores, seus pontos positivos e negativos. E abandonar tudo assim poderia colocar tudo o que ele sabe a perder.

De qualquer forma, se Eugene não está planejando nada o melhor para ele é ficar com Negan onde usufrui de liderança, conforto e videogames. O que ele ganharia se desse atrás? Ser perseguido por Negan. Ele é bem mais útil com os Salvadores e tem noção disso.

5 – Gregory parece seguir o mesmo destino que o dos quadrinhos

A Guerra Total está chegando, e o início dela é marcada quando os grupos se reúnem em frente ao Santuário com Rick liderando e dizendo para Negan se entregar.

Porém, Negan tem sua carta surpresa e apresenta Gregory como seu aliado. Essa traição causa bastante tensão e Negan diz que qualquer morador de Hilltop que lutar contra eles será expulso do lugar.

Nunca foi mostrado nas HQs como Gregory chegou ao Santuário, porém, na TV, isso está sendo mostrado melhor quando Simon entrega a localização do lugar a ele.

6 – Dwight ou Daryl?

Os principais pontos apontam que foi Dwight, e não Daryl, que Rosita viu nas sombras.

Seguindo à risca os quadrinhos, Dwight se junta ao grupo de Rick e diz que também quer Negan morto. Eles se aliam após conflitos relacionados à confiança.

E você, percebeu algum outro detalhe?