Muitos personagens se tornam inesquecíveis por causa dos bordões que criam durante a novela. Algumas frases de efeito fazem parte da trama e foram escritos pelo autor, mas outros são um “caco” colocado pelo próprio #Ator ou #atriz, que faz sucesso e se torna parte da novela. Os bordões colam como chiclete na mente do público e todos saem repetindo no dia a dia. Relembrar sete bordões inesquecíveis:

“É tudo culpa da Rita” - Carminha

A novela Avenida Brasil teve diversas frases de efeito e bordões que caíram na boca do povo. A vilã Carminha, interpretada por Adriana Esteves, estava sempre dizendo “É tudo culpa da Rita”. Além disso, ela agredia o seu amante Max (Marcelo Novaes) dizendo: “Para de adubar o mundo com esta tua boca”.

Publicidade
Publicidade

“Canta para subir, bebê!” - Teresa Cristina

Como esquecer Teresa Cristina (Christiane Torloni), vilã de Fina Estampa, e seu fiel escudeiro, Crodoaldo Valério (Marcelo Serrado). Ao matar suas vítimas, ela falava uma frase encantadora: “Canta para subir, bebê”. Já o Crô vivia enaltecendo a vilã, chamava sua patroa de “Rainha do Nilo” entre outros apelidos carinhosos, mas o seu bordão mais marcante era “Aí, para”.

Gostosa, impressionante como o tempo só te valoriza” - Nazaré Tedesco

Atualmente no ar no Vale a Pena Ver de Novo, a novela Senhora do Destino conta com a sedução de Nazaré e suas frases na frente do espelho, confira algumas: Gostosa, impressionante como o tempo só te valoriza”, “Sapatonas! Eu sinto longe o cheiro de couro”, “Vem comigo que a Nasa te leva para o espaço!” e “Daria tudo para ter um pedreiro agora em cima da minha cama”, entre outras.

Publicidade

Cuecão manero”- Bebel

Em Paraíso Tropical, a prostituta Bebel (Camila Pitanga) sempre tinha um bordão melhor do que o outro. “Eu sou de catiguria”, “Cuecão maneiro” e “Vou ser exclusiva” são algumas frases que marcaram a personagem.

“Será que eu salguei a Santa Ceia?” - Félix

Na novela Amor à Vida, Félix, vivido por Mateus Solano, tinha um senso de humor muito peculiar, deixando marcado na memória do público diversos bordões. Os principais eram: “Será que eu salguei a Santa Ceia?” , “Pelas rugas de Matusalém!”, “Pelos cachos de Sansão!”, “Devo ter sambado no Santo Sepulcro!” e “Será que piquei salsinha na tábua dos Dez Mandamentos?”.

“Vou arder no mármore do inferno” - Sid Ali

O ator Stênio Garcia interpretou o personagem Sid Ali na novela O Clone e, graças a sua sobrinha Jade, vivida por Giovana Antonelli, estava sempre com medo do inferno.

“O tempo ruge e a Sapucaí é grande” - Giovanni Improtta

Em Senhora do Destino, o saudoso José Wilker interpretava o ex-bicheiro Giovanni Improtta e tinha um vocabulário muito próprio. Entre suas frases e bordões estão: “Felomenal”, “O tempo ruge e a Sapucaí é grande” e “Há malas que vêm de trem”. #Novelas