A cantora Anitta é conhecida por esbanjar muita sensualidade em seus clipes e apresentações. A carioca é um dos nomes mais conhecidos da mídia, mas agora está irritada por estarem divulgando, justamente, uma das suas maiores marcas, a sensualidade. A funkeira tem acreditado que os vídeos são impróprios e, por isso, decidiu censurar bloquear tudo. #Anitta colocou roupas mega sensuais e as dancinhas instigantes também chamaram a atenção nas coreografias. A profissional da música, segundo pessoas próximas, não tem gostado do fato de pegarem esses vídeos e estarem usando em outros espaços. Além disso, a artista não estaria muito feliz com o tipo de comentário que é feito na publicação.

Recentemente, Anitta se envolveu em uma polêmica por conta de outros tipos de conteúdo online.

Publicidade
Publicidade

Ela usou o Twitter para criticar a imprensa por dar muita atenção às respostas que ela dá nas redes sociais. A cantora chegou a dizer que, a partir de agora, responderia apenas "kkkk" nos comentários online. Anitta não quer falar sobre a suposta proibição do youtube. Enquanto isso, os fãs estão intrigados com a postura, já que nos shows, a musa do 'Show das Poderosas' continua se apresentando da mesma forma.

Anitta é um dos nomes mais célebres do Brasil. No fim do ano passado, ela chegou a ganhar o prêmio de melhor cantora no 'Melhores do Ano', do 'Domingão do Faustão'. Na atração, a artista mostrou o seu lado generoso, chamando a cantora Marília Mendonça para estar ao seu lado. O momento foi muito elogiado pela imprensa. Anitta também ajuda instituições de caridade e movimentos sociais, dando sempre atenção a eles quando pode.

Publicidade

Um dos objetivos da carreira dela é trilhar caminho no exterior. Apesar de negar que esse seja seu principal objetivo, a artista até treina o inglês.

Na sua opinião, a atitude da funkeira em pedir para que os vídeos fossem bloqueados é correta? Deixe o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas importantes para a sociedade.