Romário é um dos nomes mais conhecidos do Brasil. Senador pelo PSB do Rio de Janeiro, recentemente, ele criou a maior polêmica ao aparecer excessivamente magro. Muita gente questionou que #Romário estaria com uma doença grave. Ele diz que de fato estava doente, mas que agora estava curado. De acordo com o ex-jogador de futebol, que atuou em times como o Flamengo e o Vasco, ele estava com diabetes, pois gosta muito de comer doces. Por isso, os médicos teriam indicado que ele fizesse uma especie de bariátrica, que na verdade, no caso da cirurgia de Romário, tem outro nome, gastrectomia vertical com interposição ileal. Além disso, após ver a importância do procedimento, o Senador quer levá-lo para o SUS, o Sistema Único de Saúde.

Publicidade
Publicidade

Assim, pessoas não tão obesas, mas que tem problemas consideráveis de saúde, poderiam ser tratadas como ele."É uma cirurgia complexa, não é oficial vamos dizer assim, mas, para mim, eu posso afirmar que perdi até 18 quilos", confessou o ex-jogador. Além disso, apesar da grande perca de peso, nos últimos dias, ele teria ganho três dos dezoito quilos perdidos. Romário confessou que quer ganhar mais um pouco de peso, para assim, voltar a malhar diariamente. A revelação foi feita em uma entrevista ao programa 'Eliana', exibido aos domingos pelo SBT.

As imagens do Senador magérrimo preocuparam os fãs. Muitos iniciaram uma espécie de vigília online, já que acreditavam até que o pior pudesse acontecer com ele. O Senador ainda criticou a falta de interesse do poder público nesse tipo de cirurgia, mesmo sabendo que ele é a prova viva que a diabete pode mesmo ser curada.

Publicidade

Romário ainda disse que está se sentindo muito bem após o procedimento e que não gostou muito de algumas matérias que saíram sobre ele e o caso.

Na sua opinião, o governo deveria mesmo pagar esse tipo de cirurgia, mesmo com pessoas que não seriam tão obesas assim? Deixe o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas importantes para a sociedade.