Laura e Beatriz Bonemer, depois vários problemas graves familiares, aproveitaram uma noitada especial com o concerto de #Justin Bieber. Tal como informa o site “Revista Quem”, as duas filhas do casal global, sem mais ninguém da família, decidiram ir ver o fenômeno mundial no Rio de Janeiro, tendo até confessado que, há alguns anos, elas eram “loucas” pelo Justin Bieber, mas que essa obsessão rapidamente desapareceu. “Eu era mais louca, mais viciada em 2009. Eu gritava”, confessou Beatriz em público, tendo informado que já tinha ido há pouco tempo ouvir Bieber em um concerto de Nova Iorque.

Depois de longos meses em que o pesadelo familiar foi notícia quase diária, começando pelo divórcio inesperado dos pais depois das Olimpíadas e terminando com o acidente grave do irmão Vinícius, as duas filhas de William Bonner parecem agora estar recuperando da melhor forma de todos esses problemas, tendo até se juntado a muitos milhares de pessoas para ver o seu antigo ídolo, Justin Bieber, ao vivo.

Publicidade
Publicidade

Tal como milhões de adolescentes, em 2009, as duas filhas do casal global eram “loucas” por Justin Bieber, mas parece que é Beatriz quem tem uma maior obsessão pelo astro mundial. “Era algo muito distante, depois eu comecei a entender que era uma pessoa normal”, contou Beatriz ao site da “Globo”, que garantiu que, apesar de nunca ter estado com Justin frente a frente, já teve muito próxima do palco.

De fato, Justin Bieber confirmou novamente que o Brasil é um dos países que mais segue o cantor canadense, tendo conseguido encher a Praça da Apoteose com cerca de trinta mil pessoas, cantando os seus principais êxitos, enquanto mostrava todas as suas qualidades enquanto dançarino. As fotos da noitada das duas filhas vazaram na internet e muitos internautas afirmam estar muito felizes por verem ambas muito felizes e se divertindo em uma noite especial para muitos jovens brasileiros.

Vocês também são fãs do artista canadense? Tinham uma obsessão tão grande como Beatriz? Deixe seu comentário abaixo! #Rede Globo