Nem o maior fã do programa Big Brother Brasil em sua 17ª edição esperava tanta interferência externa no jogo. Seja por erro na escolha do participante, por perfil do apresentador, ou por outro motivo ainda não identificado, essa edição tem se mostrado a pior em termos de rotina na casa. Nada acontece.

Para tentar mudar isso, a Rede #Globo tem que inventar estratégias. Recentemente adotou um muro para dividir as pessoas. O resultado prático foi piorar mais ainda. Ao menos com todos juntos, a chance de conflitos seria maior.

O apresentador #Tiago Leifert tomou outra iniciativa nesta sexta-feira (10). Ele sugeriu ao grupo do lado "mexicano" que enganasse melhor os rivais do lado "americano".

Publicidade
Publicidade

Rômulo, leda, Roberta e Vivian acreditam que o líder da semana é Marinalva. Mas desde a prova, Marcos é o líder.

Mas a mentira foi descoberta quando houve troca de integrantes entre os grupos. Quando Rômulo e Daniel foram trocar de lado, mais uma interferência de Leifert. Ele disse a Marcos, o líder, que contar ou não quem era o líder para quem ainda não sabia era facultativo, dando a entender que a estratégia de não contar suscitaria mais dúvidas nas pessoas e quem sabe agitaria mais o jogo. Emilly, Ilmar, Marinalva e Daniel também ouviram a "sugestão".

Leifert não parou na sugestão. Ele deu dicas de como fazê-lo (esconder quem era o líder). Ele disse que não era necessário utilizar o colar do líder e que se os brothers e sisters quisessem, poderiam esconder. E mais: "Se vocês quiserem tirar as fotos do Marcos e esconderem, a escolha é de vocês", disse Leifert, interferindo cada vez mais.

Publicidade

Marcos, de forma inocente e entrando na brincadeira manipulada, perguntou se era possível deixar o colar do líder com outra pessoa para ajudar na dissimulação. Leifert não só o encorajou como pediu para que eles usassem a criatividade. Os participantes pediram mais um pouco, pediram que a produção enviasse fotos da família de Marinalva, mas aí Tiago negou e apelou para a criatividade do pessoal da casa.

Em meio às inúmeras críticas que o programa tem recebido, tanto quando a qualidade quanto as interferências, o BBB17 vai se afundando em manipulação e direcionamento. Até fãs de Emilly, apontada como virtual vencedora, têm criticado as edições e interferências externas.

Mas o programa é da Globo, eles têm direito de fazer o quiserem,. O público tem a prerrogativa de mudar de canal também. #BBB Big Brother Brasil