Chegando próximo à etapa final do programa, os participantes do Big Brother Brasil estão enfrentando grandes problemas dentro da casa. O medo de ser emparedado está deixando muita gente com os nervos à flor da pele. Alguns participantes não se seguram e acabam partindo para a “briga”, outros preferem se manter quietos para não ficar na mira do paredão.

Esta semana foi repleta de desentendimentos. Não contrariando às expectativas dos produtores do programa, Elettra foi, indiretamente, a principal causa dos conflitos na casa. A principal confusão foi a briga entre Marcos e Emilly. Após longos minutos de discussão, os dois decidiram colocar um fim no relacionamento. Todavia, muitos internautas pensam que o término não vai durar por muito tempo. Mesmo estando declaradamente separados, Emilly e Marcos apresentam grande carinho um pelo outro e prometem se defender até o fim do jogo.

O que aconteceu agora é uma prova de que, mesmo terminados, o ex-casal permanece unido. Após a prova do anjo, rolou uma discussão feia entre Ieda, Marcos e Emilly. Tudo começou quando a aposentada fez alguns comentários maldosos sobre a estudante. Ela insinuou que a estudante perdeu a prova do anjo de propósito ao ver que Marcos tinha grande possibilidade de vencer. Agora, Emilly poderá ser imunizada no próximo paredão, caso Marcos dê o presente do anjo para ela.

Emilly negou a acusação e disse que não agiu de má fé. Ela disse que também tinha intenção de ganhar a prova para poder ver as fotos de sua família. Já não querendo mais discutir, Ieda disse: "Fica quieta. Não quero falar sobre isso". Marcos então tomou as dores de Emilly e se juntou para atacar Ieda. Ele disse que nunca provocou a ex para brigar, pelo contrário, sempre a alertou para não se meter em confusões.

"Cada um é responsável pelas suas atitudes. Não instigo ninguém a nada. Muitas das minhas brigas com ela são por isso. Tem que ter respeito na casa. Você vir dizer que eu instigo ela a brigar, esse colarzinho pra mim, não", pontua Marcos. #BBB17 #BBB Big Brother Brasil