O apresentador José Luiz #datena decidiu comentar em suas redes sociais sobre como se sente em ter a sua filha, #Letícia Wiermann, como a modelo de capa da próxima edição da revista Playboy.

Apesar da imagem que costuma passar na televisão, o âncora do “Brasil Urgente” usou a sua conta no Twitter para mostrar apoio a moça. “Todo trabalho que um filho meu faça honestamente, sem se envolver com dinheiro sujo, posso até não gostar, mas apoiarei sempre… Afinal, prefiro ver minha filha nua na capa da revista do que algum filho meu roubando em nome do pai, o que aliás é frequente por aí…”, começou ele.

O jornalista da Band ainda assegurou que irá adquirir um exemplar da publicação e fez em tom irônico fez uma revelação.

Publicidade
Publicidade

“Vou comprar, sim, a #PlayBoy. Aliás desde já me disponho (gratuitamente) a ser capa da ‘G Magazine’”, brincou Datena, que recentemente decretou falência ao vivo em seu programa.

Vale lembrar que a “G” saiu de circulação em 2013, mas a revista foi por mais de duas décadas responsável pela exposição de várias celebridades masculinas, além de ser uma das primeiras publicações inteiramente dedicadas ao público Gay.

Filha de Datena já havia recebido outras propostas para posar nua

Capa do mês de março da revista Playboy, a apresentadora Letícia Weirmann revelou em recente entrevista ao site NaTelinha que já havia recebido convites para posar nua. "Eu tinha recebido outras propostas, mas agora com 30 anos, eu fui sem medo. Mas claro que negociei para fazer uma coisa bacana. Vai ficar show", afirmou.

Publicidade

Letícia também declarou que não mostrará o resultado do ensaio para o pai. "Ai gente, que coisa estranha (risos). Eu não vou mostrar, se ele quiser compra.”, disse desconcertada.

Única mulher dos cinco filhos de Datena, a modelo declarou que esperava a repercussão quando foi anunciado que iria posar para a revista. O convite foi feito por André Sanseverino, um dos sócios da Playboy, as negociações duraram em torno de um mês para serem concretizadas, e ela garante que todas as exigências foram aceitas pelos donos da revista.

"Tudo que eu pedi eles atenderam. Não era um sonho meu, mas desta vez eu vi com outros olhos, é uma oportunidade bacana. Claro que serão fotos bonitas para eu guardar e ter orgulho de mostrar para meus filhos", avaliou.