Em um mundo tão cheio de histórias que parecem saídas de um conto de fadas como o dos artistas, a história de #Whindersson Nunes ainda consegue se destacar. A fada madrinha do ex-ajudante de garçom foi seu talento para a comédia. E o baile em que chamou a atenção do príncipe encantado, o público, foi o Youtube, plataforma de vídeos na qual começou a atuar em 2010, aos 15 anos de idade.

Depois de vários insucessos, emplacou um hit, Alô vó, tô reprovado, em 2012, atraindo a atenção da imprensa nacional. Daí para frente seu canal de vídeos de humor foi crescendo, crescendo e crescendo, até desbancar o grupo Porta de Fundos como o maior do Youtube brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Uma façanha espetacular para qualquer um, quem dirá para o ex-auxiliar de garçom, nascido em Palmeira do Piauí e criado em Bom Jesus, ambas pequenas cidades piauienses.

Oriundo de família muito pobre, começou gravando seus vídeos com uma câmera emprestada por uma amiga. Precisava andar três quilômetros para buscar o equipamento e mais três quilômetros para devolvê-lo no mesmo dia por exigência da dona do aparelho. Alguns dias depois do sucesso de seu primeiro hit, comemorava ter chegado aos vinte mil assinantes em seu canal - hoje possuiu quase dezoito milhões. Para efeito de comparação, a população estimada de seu estado natal é menos do que um quinto disso.

Em 2016, ano em que chegou ao topo do Youtube brasileiro, uma pesquisa levada a cabo pela Provokers, empresa especializada em estudos de marcado, para o Google colocou o jovem apenas atrás de Luciano Huck entre as personalidades com mais influência sobre os adolescentes de 14 a 17 anos de idade.

Publicidade

Em janeiro deste ano, compartilhou uma foto ao lado do carro avaliado em meio milhão de reais que comprou para si de aniversário e escreveu que gostaria de levar o Whindersson de 2010, o que começou essa jornada cheia de revezes e recomeços, para passear no carrão e tranquilizá-lo dizendo que as coisas iam dar certo para ele.

As críticas à suposta ostentação não se fizeram esperar, embora ele garanta que não foi este seu objetivo. Quanto àqueles que dizem que ele era melhor quando era pobre, ele diz que só ele e sua família sabem pelo que passaram- necessidade, fome mesmo, e ter que usar colheres para conter a água das goteiras. Whindersson orgulha-se do sucesso que alcançou - e especialmente da reforma que pôde fazer na casa da mãe, em Santa Luz, município do Piauí, vizinho de Bom Jesus.

Uma das poucas coisas que o astro lamenta em sua vida de famoso é a falta de privacidade. Não pode, por exemplo, fazer umas comprinhas sem atrair uma multidão de fãs e curiosos. Quando desce do avião, às vezes, é conduzido por funcionários da Infraero que procuram impedir que o saguão do aeroporto seja bloqueado pela manada de interessados em ver de perto o jovem e interagir com ele.

Publicidade

Além disso, sua agenda é apertadíssima. Faz uma média mensal de 20 shows e disse que, em 2016, passou mais de 250 dias em quartos de hotel - aproveita para filmar neles seus vídeos. Para relaxar, além da companhia da namorada Luíza Sonza, que conheceu nas redes sociais, ouve canções evangélicas de louvor. "Acredito em Deus e busco seguir seus ensinamentos, sempre estou escutando louvores, que me trazem paz”, explica. #youtuber #Famosos