Pedro Malta cresceu e seu destino é hoje 'aterrorizante', mas calma, o ator está super bem, mas se dedica a um gênero pouco difundido no Brasil, o terror. Para isso, ele tem estudado bastante e acredita que o melhor caminho para investir nesse gênero é mesmo o youtube. Conhecido por ter feito o filho de Fábio Assunção na novela 'Coração de Estudante', Pedro cresceu e deu nesta quinta-feira, 9, ao jornal carioca Extra. Após sumir da televisão, o ator decidiu sair do Rio de Janeiro e voltar para a terra natal, a cidade de Recife. Atualmente, ele se dedica ao curso de rádio e TV, aprendendo ainda mais sobre o meio que o fez famoso no início dos anos 2000.

Pedro sumiu da televisão depois de ter trocado a Globo pela Record.

Publicidade
Publicidade

O último trabalho dele na telinha foi há seis anos, mas ainda assim, não é difícil encontrar que não o conheça nas ruas. Isso porque seu rosto é muito conhecido e seus personagens acabaram marcando. Em 'Coração de Estudante', por exemplo, ele teve que investir no drama, chorando bastante. Sobre seus planos para o futuro, Pedro falou sobre os filmes de terror e também sobre outros projetos pessoais. Em entrevista ao Extra, o profissional da dramaturgia disse que quer fazer pilotos para a televisão, atém de trabalhar em outros setores da telinha, esquecendo um pouco o lado ator.

O rapaz também passou em uma faculdade federal, mas para o curso de filosofia. Ele preferiu, no entanto, investir em uma área que sempre gostou. "Escolhi Rádio e TV pois posso me aprofundar tecnicamente em uma linguagem narrativa e estética com a qual trabalhei como ator desde muito novo", disse ele, que garante que seu desejo é no futuro estar capacitado também para atuar nos bastidores.

Publicidade

Isso não significa que ele vai parar de atuar. O problema é que não estão surgindo convites para tanto. O ator diz que aguarda que autores o chamem para os #Famosos testes. Segundo Pedro, muita gente acha que é ele quem não quer trabalhar e não entende como funciona o mundo curioso da telinha. Curioso, não? #Entretenimento