Embora a homossexualidade ainda seja vista com maus olhos por algumas pessoas, muitos encontram o verdadeiro amor ao lado de alguém do mesmo sexo que eles. São pessoas que passaram a vida toda em relacionamentos heteronormativos e que, depois de muito tempo ao lado de pessoas do sexo oposto acabam mesmo é gostando de alguém iguais à eles, formando assim uma relação homoafetiva entre pessoas que se amam.

A luta para garantir o respeito e dirimir a homofobia é constante e, para quem assumiu a homossexualidade mais tarde, essa pancada pode ser ainda maior. A apresentadora Fernanda Gentil que o diga, a beldade já recebeu tantas críticas pela internet ao assumir um namoro com uma mulher.

Publicidade
Publicidade

Fernanda também é jornalista e assumiu um namoro com a colega de profissão, Priscila Montadon. A loira disse que nunca passou pela sua cabeça que, em algum dia teria um relacionamento amoroso com uma mulher. Ela ficou surpresa ao ver que estava caidinha pela jornalista Priscila que é tão bela como sua namorada. Gentil foi casada com um homem durante anos e teve um filho fruto desse relacionamento chamado Gabriel.

O relacionamento das duas deu o que falar por todos os lados na internet e na televisão brasileira. A repercussão foi tão grande que o nome de Fernanda Gentil foi parar nos assuntos mais comentados da internet assim que assumiu um relacionamento homoafetivo com Priscila Montadon. A jovem ainda foi contundente em suas respostas sobre o seu relacionamento com uma mulher. Ela disse que aprendeu com o seu pai a gostar de pessoas pelo seu caráter e não pela sua casca.

Publicidade

A fala da jornalista lembrou o caso quando a atriz norte americana Angelina Jolie assumiu ser bissexual. Na ocasião, a ex-mulher de Brad Pitt disse uma frase icônica que ficou eternizada na mente de milhões de pessoas em todo o mundo. Jolie disse que ‘não se apaixonava por pessoas e sim pela alma delas’. Com essa frase matadora, Jolie e Gentil ajudam a acabar com o preconceito que ainda é grande em muitos países, sobretudo no Brasil onde a cada 26 horas um homossexual é morto por motivo de crime de ódio e homofobia. #2017 #Famosos