Fernanda Brasil, de trinta e seis anos, é uma atriz que ficou marcada por fazer um papel, 'A Filha do Didi'. Ela é protagonista de um filme de 1984 conduzido por Renato Aragão e o grupo que formava 'Os Trapalhões'. O filme, intitulado 'A Filha dos Trapalhões' foi um dos maiores sucessos daquela década. Mais de trinta anos do sucesso, o que sobra daquele tempo é mágoa. De acordo com informações do jornalista Léo Dias, do jornal 'O Dia' e que integra o time do 'Fofocalizando', do SBT, Fernanda Brasil decidiu processar a Rede Globo de Televisão e acabou atingindo o "próprio pai", o humorista Renato Aragão.

O processo já é antigo, mas Fernanda, ao que parece, vai receber o que tanto quer.

Publicidade
Publicidade

Ela já levou uma pequena bolada, mas o montante, segundo seus advogados, deve ultrapassar a casa de R$ 1 milhão. Globo e Renato Aragão, além da Europa Filmes e do Infoglobo devem dividir os valores a serem pagos para a profissional da dramaturgia. Toda a briga começou porque as empresas se esqueceram de um evento básico, procurar os atores exibidos no filme para pagar o chamado direito de imagem. O filme foi feito por Fernanda quando ela tinha apenas três anos de idade, ou seja, qualquer contrato que tenha sido assinado naquela época, por ela ser menor de idade, acaba perdendo a validade.

Mesmo assim, Renato Aragão, a Globo e seus parceiros decidiram relançar o filme em um sistema promocional sem consultar 'A Filha do #Didi'. Ela se irritou, processou todo mundo e vem há naos nessa pendenga com a justiça.

Publicidade

O grupo humorístico representado no filme fez um tremendo sucesso nas telonas e arrastou verdadeiras multidões. Por enquanto, o Infoglobo já teria depositado a primeira parcela dos pagamentos referentes ao processo, de R$ 20 mil. Os outros ainda serão reivindicados na justiça.

Consultado pelo jornalista Léo Dias, o advogado de 'A Filha do Didi' confirmou que ela venceu a ação, mas que como o processo só termina quando o pagamento é concluído, não pode falar muito sobre o assunto. Ele, no entanto, disse que o valor ultrapassaria mesmo R$ 1 milhão.