Pit Bull é uma raça de cachorro que divide opiniões. Há muitos casos que envolvem esses animais em ataques agressivos. Os pets acabam sendo acusados de cometerem ações que, na verdade, quase sempre são propostas pelos seus proprietários. Mas e se você aparecesse e visse um Pit Bull apanhando sem o menor motivo, oque faria? Uma mulher viu um cachorro dessa raça preso em um veículo sob altas temperaturas e não pensou duas vezes. Ela decidiu ser a heroína do dia e salvou o animal. Além disso, a mulher viu o dono do bicho, que era para ter protegido o pet, batendo muito nele.

Brianne é a mulher que passou pelo episódio surpreendente.

Publicidade
Publicidade

Ela contou que estava andando pelas ruas, quando viu o cachorro apanhar de ser dono na região. Ela ficou abismada com tudo o que aconteceu e, principalmente, pelo fato da ação já estar acontecendo há algum tempo. Ao ver o animal derramando sangue pelo asfalto, ela apareceu e decidiu impedir que algo pior pudesse ser feito em relação ao bicho.

“Para ser honesta, eu não consegui ter controle sobre minhas emoções quando eu vi aquele homem chutando o cachorro. O pobre cachorro foi jogado contra a porta de um carro", disse ela, dando um relato emocionante e sincero. Após confrontar o homem, ela ligou para a polícia. Com medo, o criminoso, que havia maltratado barbaramente o Pit Bull foi embora. O homem, no entanto, levou consigo o cachorro.

Curiosamente, a mulher decidiu, mais tarde, voltar ao mesmo local, a fim de ver se o animal ainda estava ali e propôr uma ajuda para o cachorro.

Publicidade

Ao retornar ao espaço, ela avisou o animal novamente e deu comida a ele. Em seguida, prestou toda a ajuda possível, levando o Pit Bull para ser cuidado pelas autoridades.

O que a mulher salvadora não poderia imaginar é que além de apanhar, o cão tinha sofrido um tiro entre a boca e o focinho. Ela ficou chocada ao saber disso. O projétil ainda estava no local e poderia ter matado o animal. Ela precisou de 10 mil reais para a cirurgia do animal, mas conseguiu o dinheiro e hoje ele foi adotado por uma família. #Crime