O 'Big Brother Brasil' é um dos principais programas da televisão brasileira. Os anos passam, mas o reality show continua sendo o preferido dos brasileiros. No BBB 17, Tiago Leifert teve uma grande missão, substituir um nome que ficou quase quinze anos à frente da atração, Pedro Bial. Tiago conseguiu superar o Ibope do BBB 14 e, por enquanto, a atual versão do programa tem a segunda pior média de audiência da história. Quem acompanha o BBB17 pelo sistema pay-per-view sabe que os confinados não têm papas na língua e falam sobre tudo. E quanto escrevemos tudo é tudo mesmo. Inclusive, sobre como foi o processo de seleção para entrar no reality.

Por conta de algumas revelações, telespectadores, constantemente acusam a atração de manipulação.

Publicidade
Publicidade

O BBB 17 ficará marcado pelos protestos do início ao fim da atração.

Em um vídeo vazado, que deve estar tirando o sono da Globo, Marcos acaba dando a entender que conhecia #Boninho de outros BBBs. Ele revela que na última edição, sem ser a dele, a que teve a polêmica Ana Paula Renault, Boninho estava super irritado, mas nessa, já com Tiago Leifert o comportamento do marido de Ana Furtado era completamente diferente. “Esse ano ele estava mais quietinho, ano passado ele estava mais foda”, disse o médico que é um dos favoritos da temporada, ao lado da ficante Emilly. Após o vídeo vazar, mais gente fez campanha contra Marcos.

Veja abaixo o vídeo que mostra Marcos afirmando que já conhecia Boninho, antes de entrar no BBB 17. Nas imagens, ele dá detalhes, inclusive, da polêmica entrevista que o ajudou a ser escolhido para o reality show.

Publicidade

Na sua opinião, o vídeo abaixo seria uma espécie de prova para deixar claro que a décima sétima edição do 'Big Brother Brasil' sofre algum tipo de manipulação, ou ele, na verdade, apenas mostraria uma simples conversa entre participantes da casa mais vigiada do país? Deixe o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas relevantes para a sociedade como um todo.