A colocação de balão gástrico é uma alternativa para quem quer uma ajuda para emagrecer. No procedimento, o paciente coloca um balão que é preenchido com um líquido colorido e serve para encher o estômago e dar sensação de saciedade durante todo o tempo que estiver no estômago. Abaixo um infográfico explica de maneira mais didática.

Esse procedimento foi adotado pela cantora sertaneja #Marília Mendonça. Infelizmente nem todo mundo se adapta aos procedimentos do balão gástrico. Foi o que aconteceu com a cantora, que sofreu com a colocação do balão, a ponto de ter que retirá-lo. Em nota, a assessoria da cantora afirmou que ela passou muito mal e não conseguiu se adaptar ao procedimento.

Publicidade
Publicidade

A nota foi emitida na manhã desta quinta-feira (9). Marília tentou se adaptar por cerca de dez dias ao balão, mas retirou antes do Carnaval, pois temia não conseguir cumprir seus compromissos durante as festas.

Os médicos explicam que a colocação de um corpo estranho no organismo sempre poderá ocasionar rejeição, ou não adaptação, que foi o que aconteceu com a cantora.

Sua assessora ainda fez questão de ressaltar que o procedimento foi adotado por funcionalidade e não por estética. Explica a assessora que alguns quilos a menos deixaria a cantora com mais pique. "A rotina com muitos shows é pesada e todas as apresentações de Marília são animadas, exigindo muito dela. A decisão de colocar o balão gástrico foi para não se sentir tão cansada ao final dos shows", revelou a assessoria.

O balão intragástrico

Imagine que você a todo tempo com 50% do seus estômago "cheio" ao longo do dia.

Publicidade

Então para se saciar, precisaria comer apenas metade do que é habitual para não sentir mais fome. Esse é o princípio do balão. Ele age de forma mecânica, preenchendo cerca de 50% do seu estômago e fazendo o paciente sentir mais rápido a saciedade.

O balão é colocado vazio num procedimento equivalente a endoscopia, e posteriormente é preenchido com um líquido azul (soro fisiológico com azul de metileno). A coloração é um aviso simples para um eventual rompimento do balão. Nesses casos a urina do paciente ficaria azul e o mesmo deve procurar o médico para reposição.

Os números são animadores. Cerca de 75% das pessoas que conseguem manter o balão durante o período indicado (cerca de 6 meses) conseguem atingir a meta mínima de reduzir 10% do peso corporal. Entretanto depois disso, cerca de 50% retornam o peso, com a retirada do objeto.

O balão é feito de silicone e não pode ser anunciado como produto à venda. É proibido anunciar o procedimento como forma de #Emagrecimento. Só é possível eleger-se ao tratamento, por indicação médica após diversos exames, alerta o CFM, Conselho Federal de Medicina.

Outro ponto que os médicos alertam, o balão apenas auxilia na reeducação alimentar. Se não acontecer a reeducação o procedimento será em vão.

Veja o infográfico didático sobre o procedimento.

Aproveite e conheça outros famosos que lutaram e conseguiram vencer a balança.

#balão intergástrico