Renata Frison – conhecida popularmente como Mulher Melão - acabou sendo deportada dos #Estados Unidos, nesta semana, após responder um questionário feito pelos ficais da imigração. A notícia foi divulgada pelo colunista Leo Dias. De acordo com informações, ela passou a noite num quarto da Polícia Federal do país. Em seguida, acabou voltando para o Brasil.

O questionário respondido por Renata é realizado para quem tenta entrar no #EUA. O que acaba deixando as pessoas com “a pulga atrás da orelha”, sem saber ao certo o que teria acontecido para que ela acabasse sendo deportada.

Conheça mais sobre a Mulher Melão

A Mulher Melão é funkeira e uma das primeiras mulheres frutas a aparecer no Brasil.

Ela foi destaque em 2008 no Carnaval do Rio de Janeiro, após aparecer num carro alegórico de uma escola de samba vestida de sereia. Depois disso, a jovem ganhou destaque no funk , fazendo shows em diversos locais. Sua página no Facebook conta com mais de 260 mil curtidas. Renata costuma “causar” em suas viagens internacionais não é de hoje. Segundo o portal notícias ‘Mundo ao Minuto’, em temperaturas em torno de 8 graus, Renata realizou ensaios fotográficos em Paris com poucas roupas. Apesar da temperatura está baixa ela não teve receio em fazer as fotos. “Aqui está fazendo 8 graus. Está muito frio! Mas, como sou muito quente por natureza esse ensaio foi moleza”, disse a #Mulher Melão na época da viajem.

Mulher Melão será protagonista de clipe

O funkeiro Nego Blue - conhecido pelas músicas “É o fluxo” e “As mina do kit” - pretende colocar a Mulher Melão como estrela do seu novo clipe “Bom”.

No vídeo, ela será a mulher “avassaladora”, que conquista todos os homens em todo lugar. Para o cantor, Renata é a melhor pessoa para interpretar o personagem. "Não poderia ser ninguém menos do que ela, né? Melão é maravilhosa, avassaladora. Melão justifica a letra e o tom da música. É um clipe sensual, dançante que promete ser mais um sucesso na internet. Sempre procuro surpreender e superar as expectativas do meu público", disse em entrevista ao portal EGO.