Mesmo depois da #carta que a esposa postou em seu Instagram, inocentando seu marido das agressões, o cantor sertanejo Victor, da dupla #Victor e Leo, terá que prestar esclarecimentos. A esposa do artista o havia acusado de agredi-la com pontapés, jogá-la no chão e ainda mantê-la em cárcere, impedindo-a de sair de casa por meio de um segurança na sexta-feira passada (24), em Belo Horizonte (MG).

No dia seguinte, Poliana Bagatini Chaves se encaminhou ao IML (Instituto Médico Legal) para fazer corpo de delito. No domingo (26), ela desmentiu toda a história por meio de uma carta, impressa e apenas assinada por ela.

Agora, nesta quinta-feira (2), a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Belo Horizonte intimou o cantor, de 41 anos, a mãe dele, uma irmã e uma testemunha.

Publicidade
Publicidade

A Polícia Civil quer saber a dinâmica de toda a história, que repercutiu em todo Brasil.

Poliana havia indicado uma vizinha como testemunha, a mesma que alegava tê-la ajudado a deixar o apartamento. Essa será a testemunha ouvida. As oitivas devem ocorrer na próxima semana.

Victor está afastado do programa "The Voice Kids", da Rede Globo, para resolver as pendências pessoais e, inclusive, teve sua imagem, sempre que possível, omitida na última exibição do programa. Ele chegou a ser entrevistado pela Globo e negou as agressões.

Carta postada por Poliana

Logo após todo o episódio exposto por Poliana, ela decidiu dar uma reviravolta no caso. A mulher do cantor postou uma carta, em um perfil não verificado no Instagram, desmentindo tudo que havia afirmado na delegacia. A mesma também foi postada no perfil do cantor Victor.

Publicidade

Fãs estranharam a carta não ter sido feita de próprio punho e ainda ter errado a data, 2016. Tudo poderia ser um erro "material", mas os fãs, que adoram polêmica, levantaram várias teorias. A carta dizia que Poliana não se sentia amparada naquele momento, nem mesmo por seu marido, e buscou a delegacia para ali ter essa sensação.

Ainda afirmou que não tinha mais interesse que a denúncia caminhasse, mas já era tarde. Com tamanha repercussão, a delegada do caso afirmou em entrevista que a sociedade quer respostas.

A assessoria de Victor não comentou o fato da intimação da família. Veja a carta de Poliana na íntegra:

#Maria da Penha