Neusa Borges foi a convidada do programa Super Pop, na Rede TV" e participou do quadro "Porta da Fama" onde deveria abrir a porta, ou não, para algumas celebridades. Afastada da televisão desde o ano passado, quando fez uma pequena participação em (Escrava Mãe), a atriz aproveitou para bater a porta na cara do diretor da Globo, Dennis Carvalho, que, segundo ela, se diz tão seu amigo, mas na hora do trabalho não a chama. Neusa fez algumas #Novelas ao lado de Dennis como, (Dancyn Days - 1978) e (Selva de Pedra - 1986) e desabafa que o global quando, a encontra, só falta colocá-la no colo, demonstra o maior carinho por ela. "Mas não me chama pra trabalhar, porra! Me chama!", lamentou a atriz para a apresentadora Luciana Gimenez.

Já para a autora Gloria Perez, a veterana atriz rasgou os maiores elogios e tratou de escancarar a porta da fama.

Publicidade
Publicidade

Nos últimos 30 anos, a ex-global fez vários trabalhos da autora: "De Corpo e Alma" (1992), "O Clone" (2001) e "América" (2005). "A Glória faz parte da minha vida. Se não fosse essa mulher, eu poderia estar passando fome", Neusa comentou emocionada. Ela conta que ao conhecer a autora fazendo a novela "Carmen", da extinta Manchete, em 1987, sentiu que se conheciam de outras vidas e Glória nunca a abandonou. Ainda conta que foi graças a essa mulher maravilhosa que conseguiu comprar seu apartamento e lembra que, enquanto gravava a novela "Salve Jorge" (2013), deu um longo abraço em Glória Perez, em forma de agradecimento.

Efeito branqueador

Neusa Borges provocou polêmica no quadro afirmando que atores negros, para trabalhar nas novelas da Globo, passam por um processo de "branqueamento". Segundo a veterana, as atrizes negras, depois de um ano, vão ficando clarinhas e pouco depois já estão até loiras.

Publicidade

Luciana Gimenez não perdeu tempo e logo quis saber como acontecia o tal processo. Neusa não soube explicar, mas citou Michael Jackson. Ela ainda contou que toda atriz negra sonha em ter a cor de Camila Pitanga, que por ser "sem cor" pode fazer personagens de qualquer etnia. Neusa Borges escreveu várias vezes para a autora Glória Perez, pedindo papeis em novelas, mas não foi atendida. #Rede Globo