Rachel Sheherazade acabou causando mais uma polêmica no dia dedicado às mulheres, 08 de março, fazendo comentários nada elegantes sobre as feministas, o que não agradou nada os internautas. Durante apresentação do programa "Morning Show", na Rádio Pan, apresentadora falou sobre a data em que mulheres lutam por direitos iguais e por mais respeito, causando tumulto nas redes sociais. Sheherazade, que é conhecida por suas falas polêmicas, disse envergonhar-se das "feministas fundamentalistas", porque elas não lutam em favor do sexo feminino, mas contra o sexo masculino, protagonizando uma espécie de aversão ao sexo masculino às avessas. Com isso, em vez de promover a igualdade de direitos tão desejada pelas mulheres, segundo a apresentadora, elas estão incitando um ódio sem fundamento entre os gêneros.

Publicidade
Publicidade

Ainda detonando as supostas feministas, a âncora do SBT, que também é evangélica, continua seu bombardeio contra as mesmas. "Eu pergunto a estas militantes raivosas, recalcadas e mal resolvidas, o que seria de nós mulheres sem os homens? E ressalta que, desde tempos primitivos, esses valorosos guerreiros protegiam o sexo frágil, salvando mulheres, crianças e idosos, muitas vezes, com a própria vida. Porém, Sheherazade não esqueceu de enaltecer as mulheres também, lembrando que sem elas os homens nada seriam, pois são as mesmas que os dão à luz. "Um completa o outro", disse enfática a apresentadora do SBT.

Segundo Sheherazade, o "Dia Internacional da Mulher" nada significa e tornou-se uma piada global e de muito mau gosto, e completou dizendo que se basta como mulher, não é preciso um dia no ano para lembrá-la disso ou para que seja enxergada pelos homens e respeitada.

Publicidade

No final da entrevista, a loira disparou: "Não preciso ser empoderada. Já nasci poderosa." Apresentadora, de 43 anos, é famosa por sua língua afiada e não deixa nada para depois. Recentemente, ela separou-se do marido Rodrigo Porto, com quem estava casada desde 2005 e assumiu namoro com Matheus Faria Carneiro, tabelião da cidade de Angra dos Reis. #machismo #Feminismo