#Rio Ferdinand se emocionou e não segurou as lágrimas, quando falou sobre a perda da esposa Rebecca. O ex-zagueiro do Manchester United foi um durão em campo, mas, fora dele, vai mostrando o coração mole. No documentário da BBC, "Ser pai e mãe", o agora comentador esportivo falou como lidou com a morte da esposa, por causa de um câncer da mama, em maio de 2015. O programa foi ao ar na noite desta terça-feira (28) e, entre outras confidências, Rio emocionou os ingleses, ao confessar que seus três #Filhos o salvaram de se matar.

Quando estava passando por maiores dificuldades, foi nos filhos que Ferdinand buscou forças para se reerguer.

Publicidade
Publicidade

Pior do que ter perdido o amor de sua vida sua, "alma gêmea e companheira", Rio não sabia como lidar com a perda da mãe dos seus filhos, uma situação contra a qual ele continua lutando, quase dois anos depois de Rebecca ter partido.

O jogador de 38 anos, da Inglaterra, explicou como colocou sua tristeza "dentro de uma caixa", pelo amor dos seus filhos. Rio Ferdinand contou que, nos primeiros meses, começou a entender as pessoas que cometem suicídio. "Eu ficava lendo jornais e via pessoas que cometeram suicídio e me perguntava como. Mas houve momentos no início, em que você sabe como eles se sentem. Mas, quando eu olho para meus três filhos, vejo que não poderia fazer isso com eles", contou o ex-craque da Premier League.

Todo o documentário é muito emocionante e, em alguns momentos, Rio Ferdinand começou seus depoimentos chorando - quando recordou a esposa, mas também quando demonstrou sua preocupação com os filhos.

Publicidade

"Eu não consigo tirar nada dos dois meninos, quero que eles falem, mas eu simplesmente não sei como eles se sentem. Eu quero encontrar um jeito pelo qual eles podem apenas se expressar um pouco mais", contou Rio Ferdinand, que arranjou uma garrafa gigante, onde pediu para eles colocarem memórias que têm da mãe.

Nesse momento, a menina decidiu desenhar a "mamãe de mão dada com o papai", o que deixou Ferdinand ainda mais emocionado. A menina recordou-se dos pais felizes e juntos, como uma das boas memórias que ela guarda de Rebecca. "Eles não falam, eles revelam as memórias, mas não os sentimentos", disse Rio, muito triste por se sentir incapaz de ler o que passa pela cabeça dos seus filhos e de não conseguir ajudá-los mais a superarem a dor.

O documentário foi muito assistido e Rio Ferdinand está sendo elogiado por todas as pessoas, pela coragem em abrir o coração e compartilhar a sua história, que mostra o que muitos pais ou mães passam, quando ficam viúvos demasiado cedo, e ainda com filhos tão pequenos.

Publicidade

Uma realidade dura, que deixou muitas pessoas chorando.

O lutador de boxe inglês Tony Bellew escreveu, no Twitter, que ficou "sem palavras" diante da coragem que Rio Ferdinand demonstrou: "Meu coração está com você. Inspirador".

Assista a um trecho do documentário de Rio Ferdinand:

#cancer