Silas #Malafaia, o pastor que mais detesta o movimento LGBT e que mais se envolve em polêmicas, xingando internautas e se envolvendo com o ativismo político, passou uma grande vergonha nos últimos dias.

O pastor decidiu fazer um ‘twitaço’ sobre um assunto que ele queria repudiar, algo que já faz diariamente, e o tema do dia foi um boicote ao filme da Disney, 'A Bela e a Fera', que estreou nessa quinta-feira, 16, no Brasil, e que mostra um selinho entre um casal gay. Com palavras ríspidas, ele chamou a Disney de ‘covarde’ por promover tamanha ‘safadeza’, e prometeu divulgar um vídeo sobre o assunto, no dia seguinte.

Foi então que um perfil fake, de um fã da atriz #Vera Holtz, e que deixa claro isso na sua biografia, comentou que safadeza era a lavagem de dinheiro do qual o pastor é acusado.

Publicidade
Publicidade

Malafaia ficou irritado e disse que ela era ignorante e estúpida, pois a Constituição Federal, o ECA e a Declaração Universal dos Direitos Humanos, repudiam a ‘erotização das crianças’. Vale ressaltar que a maior parte dos seus seguidores conservadores, criticam o ECA e a Declaração dos Direitos Humanos.

O pastor não aguentou de raiva e mandou outro tweet, dizendo que não adiantava a ‘atriz’ o 'caluniar', e orientou que ela se resolvesse espiritualmente para se transformar. O perfil fake respondeu que se fosse para se transformar para ficar como ele, era melhor não mudar. Também disse que tinha se cansado de ‘chutar cachorro morto’ e desejou boa noite. Malafaia, que é mais conhecido por suas longas discussões pela internet, do que por falar palavras cristãs, não respondeu mais ao fake.

Ao que tudo indica, o perfil fake bloqueou o ativista, para que o assunto não continuasse, mas nos comentários, os internautas riram da situação, devido Malafaia ter brigado com um fake pensando que era a verdadeira atriz.

Publicidade

Ele não comentou mais nada sobre o assunto, após descobrir que virou piada na internet, inclusive entre seus seguidores.

Veja os tweets:

Deixe um comentário com a sua opinião sobre mais essa pérola envolvendo o religioso e ativista político.