Após a reviravolta no caso de violência doméstica envolvendo o sertanejo Victor Chaves, da dupla #Victor e Leo, a TV Globo pode fazer algumas reformulações no #The Voice Kids.

Conforme a própria emissora informou, Victor pediu para se afastar do programa, até que resolvesse o problema com a esposa e a justiça. Na semana passada, Leo esteve no corpo de jurados, sozinho, visivelmente meio sem jeito, já que estava acostumado a sempre votar em parceria com o irmão.

Como é bem provável que Victor não queira retornar ao programa e Leo, que trabalha com ele, não queira renovar o contrato para ser um jurado solo, a emissora estuda escolher #Luan Santana e Luciano Di Camargo, para ocupar a vaga.

Publicidade
Publicidade

Boninho, diretor global, teria se interessado por Luciano desde a primeira temporada do The Voice Kids, mas a assessoria da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, alegou que não era bom que Luciano fosse jurado sozinho, para que não surgissem boatos sobre a separação da dupla. Por conta disso, a emissora optou por Victor e Leo, que sempre tiveram muito sucesso e boa aceitação do público, seja pelas músicas, ou pela forma carismática de se expressar.

Os nomes dos cantores são os preferidos da emissora, mas só poderão ser definidos para a próxima temporada, que deve ir ao ar no ano que vem ou final do segundo semestre desse ano. Na edição atual, Ivete, Carlinhos e Leo, seguirão como jurados fixos até o último programa da temporada.

Últimas notícias sobre o caso Victor Chaves

Na última segunda-feira, 13, a polícia civil divulgou um laudo negativo para agressão, proveniente do exame de corpo de delito feito por sua esposa, na manhã seguinte ao suposto crime.

Publicidade

Poliana, a esposa, desmentiu que tenha sido agredida pelo marido, mas não falou por qual motivo alegou ou alegaram em seu nome, a suposta agressão.

O boletim de ocorrência nunca foi mostrado, então não se sabe se ela realmente falou que foi agredida ou se o boato partiu de terceiros. Victor prestou depoimento e disse estar com a consciência tranquila. O casal não se separou, possuem uma filha de pouco mais de um ano e Poliana está grávida de quase seis meses.

O inquérito ainda não foi concluído, mas há grandes chances do mesmo ser arquivado, devido à ausência de agressão e da versão de Poliana desmentindo os fatos. As investigações devem ser concluídas dentro de duas semanas.