Neste sábado, 18, o músico Ximbinha participou do quadro 'Elas Querem Saber', do 'Programa Raul Gil'. Na atração, ele foi questionado sobre a ex-esposa, a cantora #Joelma. Os dois foram casados por dezesseis anos e o término do enlace foi recheado de polêmicas, inclusive, com a ex-vocalista do grupo Calypso o acusando de agressão. A imprensa, na época do divórcio, noticiou que #Ximbinha, guitarrista do grupo de forró famoso, trairia Joelma com uma moça evangélica. A garota, por ser de família tradicional, não gostaria muito de exposição. No entanto, Joelma teria pego o celular do então marido e viu uma conversa carinhosa pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, decidindo, em seguida, terminar tudo.

Ximbinha nega qualquer traição.

Publicidade
Publicidade

De acordo com ele, antes do casamento chegar ao divórcio e à fase das acusações, ele e a cantora estariam em uma relação de completa aparência. Nada mais entre eles é real. O guitarrista ainda diz que o casal sempre teve problemas, mas que eles eram superados entre quatro paredes. No entanto, com o afastamento de corpos, o contato pessoal dos dois foi ficando cada vez mais difícil, até chegar ao ponto de que hoje eles sequer se falam. Os problemas dos dois foram só aumentando, especialmente porque, de acordo com o músico, Joelma decidiu dar todo o seu patrimônio para um pastor famoso.

O pastor não teve o nome identificado, mas as doações teriam sido, segundo o artista, na casa dos milhões. Com o dinheiro, Joelma teria ajudado, inclusive, a comprar imóveis que se tornariam novas igrejas evangélicas.

Publicidade

Durante o período do divórcio, Joelma chegou a dizer que, durante a carreira solo, faria um trabalho mais voltado a Deus, mas depois voltou atrás. De acordo com informações do jornal Extra, do Rio de Janeiro, o cachê da cantora hoje é de R$ 80 mil, bem menor do que no passado, mas mesmo assim, não há novos contratos como antes.

Para você, uma mulher pode trocar o marido pelo pastor de sua igreja. Isso pode ser perdoado? Deixe seu comentário. A sua opinião é sempre importante.