No Dia Internacional das #mulheres, a emissora de televisão GloboNews resolveu entrevistar mulheres que trabalham na área da engenharia. O objetivo seria demonstrar que as mulheres não são tratadas de maneira respeitosa e igualitária na engenharia. Além disso, queria mostrar que não existe oportunidade de trabalho para mulher nessa área. Assim, os jornalistas globais indagaram e fizeram perguntas transmitidas ao vivo para mulheres que estão atuando na área.

Um dos repórteres entrevista uma jovem chamada Thais, que trabalha com engenharia civil em obra de construção, tendo iniciado a carreira como estagiária. O repórter pergunta para a moça se existe diferença de participação das mulheres, em comparação aos homens.

Publicidade
Publicidade

Ela responde que não, pois quando ela entrou na universidade em 2008, praticamente 40% dos alunos de engenharia eram mulheres. Depois o jornalista questiona se a jovem percebeu algum tipo de preconceito quando estava estagiando, e ela diz que não, falando que começou o estágio em 2012. Contou que, na empresa em que estagiava, existiam muitas estagiárias e engenheiras. Além disso, falou que não havia diferença entre homem e mulher no mercado de trabalho.

O repórter também pergunta para Thais se a jovem já sentiu alguma falta de respeito com relação a ordens dadas por ela às 350 pessoas que ela lidera (incluindo pedreiros, serventes e carpinteiros). A moça respondeu que não há falta de respeito e que as pessoas do trabalho dela são bem respeitadoras. Assim, afirma que se alguém trata uma pessoa de maneira respeitosa, será tratada da mesma maneira.

Publicidade

O repórter pergunta se amigas que trabalham na área compartilham da mesma opinião que ela. A jovem diz que tem amigas trabalhando na área tanto naquela empresa como em outras, e que todas são tratadas de maneira respeitosa e igual aos homens.

Para finalizar a entrevista, o profissional pergunta se as mulheres ganham salários iguais aos dos homens. A entrevistada afirma que sim, que ambos os gêneros recebem o mesmo valor de salário.

#Globo