Aconteceu, na madrugada desse sábado (8), mais uma prova da liderança do Big Brother Brasil 17. Essa prova foi, sem dúvidas, uma das mais importantes do programa. Através dela, ficou decidido quem terá mais chances de participar da final do programa. O apresentador Tiago Leifert explicou que a final acorrerá na quinta-feira, 13 de abril, e será disputada por somente 3 participantes.

Como já era aguardado pelos telespectadores, a prova dessa semana é de resistência. No entanto, ela se deu em duas etapas. Na primeira, que aconteceu na quinta-feira, quem disputou foram os familiares dos participantes. Foi explicado aos telespectadores e aos brothers que só iria disputar a segunda etapa os participantes que ficassem entre os 3 primeiros colocados na primeira etapa.

Publicidade
Publicidade

A prova não era muito complicada, todavia, o familiar tinha que ter uma boa mira. A prova consistia em utilizar de uma catapulta para jogar um peso sobre alguns potes. Eles eram numerados com suas respectivas pontuações. A cada jogada, os pontos obtidos eram somados. Quem conseguiu vencer a primeira etapa foi Emilly, representada pelo seu pai; Marcos, representado pela sua irmã; e Marinalva, representada pelo seu filho. Consequentemente, Ieda e Vivian ficaram fora da disputa.

A segunda etapa da prova dependia um pouco mais dos brothers. Eles foram colocados sentados sobre alguns “tapetes voadores”, logo à frente havia um telão que, de tempos em tempos, marcava uma contagem regressiva. Toda vez que essa contagem aparecia, eles tinham que apertar um botão que estava próximo a eles. Quem não apertasse antes de terminar o tempo estava eliminado do jogo.

Publicidade

As regras da prova eram simples. Não era permitido ficar em outra posição a não ser sentado e também não era permitido dormir.

O primeiro eliminado do jogo foi Marcos. Logo nos primeiros minutos, ele quebrou uma regra básica, ficou ajoelhado no tapete para apertar o botão do cronômetro. No mesmo momento, a produção cortou o áudio e avisou ao médico que ele quebrou uma regra e que, por isso, deveria deixar o local de prova. Ele tentou se justificar dizendo que não havia entendido essa parte da explicação, todavia, não foi o suficiente para convencer a produção.

Emilly e Marinalva seguiram firme na disputa. Elas ficaram várias horas demonstrando que não desistiriam tão cedo. Todavia, o cansaço tomou conta de Marinalva e ela acabou sendo eliminada. Com um pouco mais de 11 horas de prova, ela esqueceu de apertar o botão do cronômetro. Agora, a liderança da semana está com Emilly. #BBB Big Brother Brasil