A morte da Princesa Diana não mexeu apenas com seus súditos e com boa parte do mundo. A família dela também ficou muito fragilizada com tudo o que ocorreu. É o que conta o Príncipe Harry em uma reportagem divulgada pelos tabloides britânicos durante o domingo de Páscoa. Às vésperas do aniversário de vinte anos de Lady Di, ele lembrou os momentos difíceis que viveu e decidiu contar toda sua verdade. A Princesa, que vivia um verdadeiro sonho de filme e história infantil, acabou não se dando tão bem durante o casamento com o pai de Harry. Eles se separaram e ela vivia um novo amor. Ao fugir da imprensa para não ser fotografada, Diana bateu seu carro em um túnel e saiu da vida para fica na história e na lembrança de muitos.

Harry conta que o falecimento da sua mãe pode ser explicado pela expressão "Caos Total".

Publicidade
Publicidade

Ele tinha apenas doze anos, quando tudo aconteceu. O homem, que chegou a se alistar no exército, revela que já chorou muito sobre o assunto e que acabou tendo problemas psicológicos sérios. O Príncipe disse que sua família o tentou ajudar a livrá-lo desse sentimento tão ruim. William foi um dos que tentou persuadi-lo a contar tudo, mas o membro mais novo da então família real não conseguia dizer o que realmente doía, fato que só veio a aconteceu, quando ele já estava com vinte e outo anos de idade. Nessa fase, ele já estava com vinte e oito anos. A mudança no comportamento do rapaz de sangue azul somente veio quando ele já quase agredia as pessoas. Ele já estava tendo comportamentos realmente estressantes, quase ferindo alguém por conta de toda a sua dor, por causa do seu próprio ferimento na alma.

Publicidade

"Eu não podia encostar na ferida", ele disse em entrevista ao jornal britânico "The Telegraph". Harry ainda revelou que não tinha ideia do que estava errado nele. Aos trinte e dois anos, ele decidiu dividir sua dor com os súditos, em tempos que todos ficam pasmos pela duração extraordinária do reinado de Elizabeth II. Para tentar romper essa barreira psicológica, ele começou a fazer atividades físicas, como o boxe, que teria ajudado em frustrações. No entanto, um belo dia, ele decidiu se abrir com a família e, a partir daí teve a certeza que ele não era o único fragilizado sobre o assunto, que essa questão mais do que nunca precisava ser discutida entre todos. Mesmo com vinte anos da morte, ela não foi superada. Harry diz que decidiu contar tudo, a fim de acabar com os boatos de que ele seria um doente mental. #Famosos