Muito provavelmente nem toda a “cultura machista” impregnada através dos anos no ator da Rede Globo de televisão José Mayer faria com o mesmo tivesse adotado uma postura desrespeitosa e estúpida com a assistente Susllem Tonani, chamando-a de adjetivos pejorativos e colocando a mão sem consentimento da mulher na genitália da mesma, se ele soubesse o que estava por vir, se ele tivesse consciência de que as mulheres parecem não suportar mais a cultura velada do #Assédio Sexual ou mesmo dos ensaios de #Estupro.

Entretanto, não foi só #José Mayer que saiu perdendo com a sua atitude transloucada, mas também os membros diretos de sua família; tanto é assim que Julia Fajardo, filha biológica do ator veterano e símbolo sexual, tomou a decisão de extinguir os seus perfis oficias nas redes sociais, logo após a intensa polêmica que envolveu o assédio de Mayer por detrás das câmeras sobre a colega figurinista que trabalha na mesma emissora carioca.

Publicidade
Publicidade

A situação é no mínimo vergonhosa, uma vez que a jovem atriz até teve a oportunidade de contracenar com o pai Zé Mayer em uma telenovela global, de título "Império", no ano de 2014. Fajardo se isentou de tecer qualquer tipo de comentário sobre a sua decisão extrema, mas muito provavelmente a moça também possa estar sentindo algum tipo de vergonha das atitudes do pai ou está receosa de receber mais críticas e represálias de quem quer que seja.

De acordo com informações veiculadas pelo jornal “Extra” do Rio de Janeiro, a filha do ator tinha inclusive recebido notas a apoiando, antes mesmo de deixar as redes sociais como um todo; entretanto, a avalanche de comentários negativos que recebeu foi mais forte e o abandono do Instagram e do Facebook foram inevitáveis.

Nem mesmo as desculpas públicas escritas em carta de próprio punho de Mayer fizeram com que a situação, ao menos por enquanto, fosse aliviada, pois outras personalidades famosas continuam recriminando a atitude do ator sessentão, como, por exemplo, o apresentador Fausto Silva; a modelo Luana Piovani, que inclusive já apanhou do ator adepto a polêmicas, Dado Dolabella e a linda atriz Letícia Sabatella.

A emissora do Rio de Janeiro suspendeu o ator de qualquer trabalho na televisão depois da pressão exercida pelo grande público e também por muitos dos seus próprios funcionários, mas além dessa medida punitiva, é totalmente concebível que a Globo mexa no salário do ator, já que informações vazadas pela revista “Veja” apontam que ele recebe R$ 200 mil quando não está participando de nenhuma novela e R$ 300 mil quando está no ar.

Publicidade

José Mayer, que de bobo não tem nada, resolveu imediatamente pedir por socorro profissional a uma renomada assessoria de imprensa para que a empresa possa, assim, vir a gerenciar a carreira profissional dele, depois do assédio sexual perpetrado e confessado por ele próprio. Vale destacar que a assessoria de imprensa em questão é uma das maiores e de mais destaque no Rio de Janeiro.

Só fica uma pergunta que insiste em obter resposta: quem cuidará do psicológico da figurinista?