As eleições presidenciais de 2018 estão se aproximando e o deputado federal #Jair Bolsonaro (PSC-RJ) é um dos pré-candidatos mais comentados em todo o Brasil. Nesta terça-feira (4), o apresentador Ratinho fez um comentário sobre a candidatura de Bolsonaro e gerou polêmica no Twitter.

“Me falaram que o Bolsonaro é louco, mas eu pergunto: no meio dessa zona toda, será que um louco não seria melhor? Ando pensando nisso”, postou #Ratinho em sua conta oficial no microblog.

A postagem tem até o momento 1,4 mil likes, mais de 400 retuíte e mais de 200 respostas.

Publicidade
Publicidade

Alguns internautas concordaram com o apresentador do SBT, outros discordaram.

Este internauta, por exemplo, não postou que não votaria em um “homofóbico, racista e machista”. Insinuações fortes contra o deputado federal eleito pelo estado do Rio de Janeiro.

Já este outro internauta concordou com Ratinho e afirmou que é melhor votar em um louco, como o Bolsonaro, do que em um “sábio”, como o petista Luiz Inácio Lula da Silva.

Famosos

Jair Bolsonaro tem recebido o apoio de vários famosos Brasil a fora. Reportagem publicada aqui em Blasting News Brasil mostra as celebridades que apoiam o polêmico deputado federal.

Pesquisas

As pesquisas de intenção de votos para 2018 mostram Jair Bolsonaro bem cotado em diversos cenários e coloca o parlamentar como um dos nomes fortes para o pleito do ano que vem.

Publicidade

Os levantamentos por CNT/DMA e Paraná Pesquisas mostram que há fortes chances de Jair Bolsonaro chegar ao segundo turno das eleições presidenciais do próximo ano.

Luiz Inácio Lula da Silva aparece na liderança em todos os cenários, mas Bolsonaro se destaca nas pesquisas espontâneas, quando o nome do candidato não é presidente, e também nas estimuladas.

O resultado da pesquisa espontânea mostra a força de Jair Bolsonaro, que só no Facebook tem quatro milhões de seguidores. Além disso, é a prova de que o pré-candidato tem um eleitorado fiel que deve se manter até 2018.

Deixe nos comentários a sua opinião sobre Jair Bolsonaro. Você votaria nele para presidente¿