Marcos está fora do BBB 17 e se a emissora seguir a regra do reality show, além do brother ter perdido a chance de disputar R$1,5 milhão com Emilly, também perdeu tudo o que tinha ganho, desde que entrou no confinamento.

Fãs do ex-BBB, o defendem nas redes sociais, alegando que ele agiu com ‘naturalidade’ ao agredir Emilly e que, apesar das imagens que ganharam repercussão nacional e internacional, não houve intenção de machucá-la. Logo, a #TV Globo, segundo eles, deve ser processada, pois só o eliminou para puni-lo, devido ao mesmo desafiar a produção.

Existem rumores de que essa possibilidade esteja sendo cogitada, mas não existe nenhum comunicado oficial por parte do médico ou sua assessoria, até porque, sua expulsão do BBB está muito recente.

Publicidade
Publicidade

O jornal Agora São Paulo também divulgou a informação, alegando que os familiares do médico estão estudando se vale a pena ajuizar uma ação contra a emissora.

O que tem sido alegado para que Marcos processe a Globo?

O médico foi expulso do reality e teve sua imagem repercutida, inclusive, no Jornal Nacional. A emissora enfatizou que agressão é proibida nas regras do programa, pois gera expulsão. A sua má fama pode acarretar prejuízos financeiros, já muita gente poderá deixar de frequentar a sua clínica, principalmente mulheres. Esse dano financeiro ao ter sua imagem vinculada com a agressão, pode incentivar um eventual processo. Segundo a delegada do caso, a decisão de expulsá-lo do reality show, foi da emissora e não da polícia.

Existem chances de ganhar um eventual processo?

Depende. As chances são mínimas, pois Marcos entrou no programa ciente que era filmado 24 horas por dia e não pode culpar a emissora, pelo seu comportamento no BBB 17.

Publicidade

Existem imagens que mostram o brother cometendo uma série de infrações, já previstas na Lei Maria da Penha.

Além disso, o médico também estava ciente que agredir alguém no reality, seja qual for a forma, gera expulsão, e não poderá reclamar disso. Se, remotamente, a polícia concluir que não houve agressão, algo que a própria delegada, ao ver as imagens fornecidas pela Globo, afirma que existiu, e o juiz que receber o relatório do inquérito, decidir arquivar a denúncia, então Marcos poderá ter, remotamente, uma chance de processá-la, buscando danos morais, sob a alegação, de que a justiça entendeu que ele não cometeu o crime em questão.

Entretanto, as imagens da agressão poderiam ser analisadas por um juiz cível e a TV Globo poderia apresentar a assinatura do cirurgião, no termo de adesão ao reality. Portanto, caso esse rumor seja verdadeiro, o cirurgião até pode ajuizar uma ação contra a emissora, mas as chances de vencer o pleito, são tão remotas quanto a vitória de Ieda, na final do BBB 17.

Você acha que a TV Globo é culpada pelo dano à imagem de Marcos? Deixe um comentário com a sua opinião!

#Marcos e Emilly #BBB Big Brother Brasil