O casal mais polêmico dos últimos tempos em um Big Brother Brasil tem fã-clube que é dedicado somente ao shipper do casal, como está na descrição da página. O fã-clube já tem quase 120 mil seguidores no Instagram e é impressionante como são ávidos pela volta do casal.

Publicidade

Cada postagem na conta da rede social impressiona pela quantidade de curtidas. Normalmente, uma foto ou vídeo do casal junto ganha dezenas de milhares de curtidas e comentários.

E todos tem apenas um objetivo: ver o casal #Mally, Marcos e Emilly, que se conheceu e teve um relacionamento no #bbb17 junto novamente..

Publicidade

E como nada passa despercebido pelos olhares atentos desses fãs, que denominaram o fã-clube de FC Mally_Oficial. Uma simples fitinha agora, definiu, segundo esses sedentos fãs, que Marcos Harter e Emilly Araújo estão juntos novamente.

Como agora estão na mesma cidade, Marcos tem sua clínica em Porto Alegre, e Emilly está também na capital gaúcha para acertar os detalhes e ir morar de vez no Rio de Janeiro, os fãs estão apostando que a proximidade física ajudou na aproximação do casal.

Sobre a polêmica, o médico cirurgião postou uma foto em sua rede oficial onde aparece em sua clínica fazendo um publipost. Mas os fãs atentos identificaram outra coisa na foto.

No pulso direito de Marcos, na mão que segura uma maleta, aparece uma fitinha branca.

Publicidade

Até então, Marcos não estava usando. Como ele recebeu de presente da sister dentro da casa uma fitinha da mesma cor, fãs fecharam questão que a pulseira é o presente de Emilly. Portanto, ele só a usaria se o casal Mally tivesse reatado.

Os comentários são bem divertidos: “Shipoooo muito! Volta logo amores”, disse uma moça. “É isso aí... Emily querida, procura o Marcos!!!!”, disse outra.

Cabe ressaltar que Marcos foi indiciado, nesta quarta-feira (19) por lesão corporal intencional em Emilly. A delegada do caso, Viviane da Costa Ferreira, afirmou que, após rever as imagens do BBB17, ouvir os depoimentos de testemunhas e das duas partes envolvidas, além das provas periciais, não guardava mais dúvidas sobre a intenção de Marcos em machucar Emilly.

O processo foi enviado ao Ministério Público, que pode enviar à Justiça nos próximos dias. Se houve aceitação da denúncia, Marcos Harter vira réu no caso.

Por outro lado, Marcos entrou com um pedido de liminar informando que a Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, e a delegada não têm autonomia para coletar provas e investigar o caso. Além disso, pede a paralisação do processo porque não houve denúncia da vítima, no caso, Emilly.

Veja a publicação no Instagram com o close na fitinha e tire suas conclusões: