Nesta reta final do BBB17, os ânimos andam alterados e fatores externos começaram a mexer com o jogo. #Marcos, que apresentou grande descontrole nos últimos dias, entrando em conflito com praticamente todos os últimos sete participantes do programa, se envolveu em polêmicas inesperadas.

Metade da edição do programa de domingo, 9, foi dedicada a Marcos, mostrando seus conflitos com Ieda e com Emilly. Tudo porque os fãs da internet pressionaram para que a Globo agisse contra o médico e o expulsasse. Na visão do público, o brother deveria ser eliminado, pois agrediu Emilly. Ele chegou a encurralá-la e colocar o dedo em seu rosto, impedindo que a sister argumentasse algo.

Publicidade
Publicidade

Isso gerou um descontentamento muito grande de todo o público. Familiares de Ieda e Emilly pediram que Marcos fosse penalizado por tudo que aconteceu.

A Globo até então não havia se pronunciado firmemente sobre o assunto, apenas mostrou que chamou os participantes do programa indo ao confessionário e tendo conversar particulares ali.

Entretanto, na tarde de segunda-feira, 10, tudo mudou. A Polícia Civil do Rio declarou que Marcos Hater seria indiciado por #agressão. Logo depois, a DEAM (Delegacia Especializada ao Atendimento da Mulher) de Jacarepaguá, foi designada para cuidar do caso. A delegada Márcia Noeli responsável pelo caso esteve no confessionário para conversar com Emilly e o médico.

Após uma longa conversa, inclusive dita pelo próprio apresentador do programa Tiago Leifert, foram constatadas agressões.

Publicidade

Segundo as regras do programa, agressão gera expulsão e, por isso, Marcos foi eliminado.

Tudo acontece num momento importante onde a Globo se sente pressionada não só pelo caso, mas também por outro, que envolve um ator importante de seu elenco. José Mayer assumiu o assédio a Su Tonani, uma figurinista da Globo que fez as acusações. A Globo também agiu no caso de assédio sexual e afastou o ator da novela que ele já começara a gravar.

Com isso, a decisão da Globo foi cumprir as regras do programa. Como agressão gera eliminação do participante, Marcos foi declarado eliminado e sem chances de participar da final do programa. Ieda, Emilly e Vivian foram declaradas finalistas do BBB17 e estão mais próximas do prêmio de R$ 1,5 milhão.

A Globo já havia eliminado outro participante no BBB16 por agressão. A virtual campeã da época, Ana Paula Renault acabou em uma festa agredindo um participante e deu adeus à disputa do prêmio que era dada como certa para a competidora.

Segundo as enquetes, Marcos ao menos ficaria entre os três finalistas, mas perdeu a chance. #BBB Big Brother Brasil