Após o ex-BBB Marcos Harter ser acusado de agredir sua ex-namorada Emilly Araújo no Big Brother Brasil 17, ele acabou sendo indiciado, pela polícia do Rio de Janeiro, por cometer lesão corporal. O indiciamento é com base na Lei Maria da Penha. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (19) pelo canal de notícias Globo News.

Publicidade

De acordo com site de notícias G1, a polícia averiguou todas as imagens do dia que aconteceu a agressão contra a estudante, além dos depoimentos dos envolvidos no caso e da realização de uma pericia. Após serem feitos todos os procedimentos, confirmou-se que a #Violência que Emilly sofreu foram cometidas por “ações intencionais do autor”..

Publicidade

Pedido de habeas corpus

Ainda na manhã de desta quarta-feira (19), o médico se adiantou e pediu um habeas corpus para que fossem suspensas as investigações sobre o caso, que está sendo apurado pela Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. O ex-brother usou como justificativa para o pedido o fato de que Emilly não representou contra ele, e que a delegada Viviane da Costa, responsável pelo caso, não tem atribuição para presidir inquérito.

A delegada Viviane da Costa tem até 72 horas para dar seus esclarecimentos sobre o caso. A partir da resposta dela, o juiz Marcos Couto decidirá se concede ou não a liminar

Entenda o caso

Durante uma festa no Big Brother Brasil 17, programa exibido pela #Rede Globo, Marcos gritou com Emilly, colocando-a contra a parede e apontando o dedo em direção ao seu rosto. Em seguida, já na parte externa da casa, ela se queixou com o ex-namorado de dor no pulso.

Publicidade

O caso aconteceu na madrugada do domingo (9), já na reta final do BBB.

A situação acabou gerando uma comoção dos internautas e telespectadores, que pediram a expulsão do médico do reality show. Pouco tempo depois, o ex-brother acabou sendo expulso do programa pela justificativa de ter agredido sua colega de confinamento.

Na ocasião, Emilly chorou bastante sem entender bem o que estava acontecendo naquele momento. Em seguida, a vencedora do BBB17 [VIDEO] foi aparada pelas Ieda e Vivian, também finalistas do programa.

Pouco tempo depois de Marcos ser expulso do BBB, ele usou sua rede social para se redimir do que tinha ocorrido. Ele afirmou, através do Twitter, que jamais teve a intenção de agredir ou machucar Emilly. Disse também que estava bastante surpreso com aquela situação.

Já no dia 12 deste mês, ele foi intimado a depor sobre o caso, mas não quis falar com a impressa. Apenas acenou para os fãs e fotógrafos que estavam no local. #BBB Big Brother Brasil