O BBB17 sofreu uma reviravolta inesperada na tarde de segunda-feira (10) quando o participante #Marcos Harter foi informado de sua expulsão do reality, após indícios de agressão física e moral a sua colega de confinamento e namorada Emilly. Incomodado com os comentários que surgiram sobre seu comportamento, o médico publicou um texto em sua rede social, na manhã dessa terça-feira (11), explicando que jamais pretendeu, de fato, machucar a gaúcha. Além de lamentar todo o transtorno que causou, ele aproveita para pedir desculpas à namorada.

No texto, o cirurgião plástico alega que brigas entre casais são muito comuns e com eles não era diferente, pois estavam passando por momentos de muita pressão dentro do BBB, e reitera que jamais passou por sua cabeça machucar de propósito a pessoa por quem tem tanto afeto e que ficou ao seu lado em todos os momentos.

Publicidade
Publicidade

O ex-confinado ainda se diz surpreso com essa decisão do programa, mas compreende que é um jogo de convivência, onde os participantes são testados 24 horas por dia até seu limite. Marcos reconhece que errou e se desculpa com Emilly, a família dela e todos os participantes do BBB17 que se sentiram ofendidos. Ele pede desculpas ao Brasil!

Um pouco antes, a família do ex-BBB também usou o Twitter, logo após a expulsão da casa mais vigiada do Brasil, para acalmar os seus seguidores. "Gostaríamos de informar a todos que Marcos está bem, junto das pessoas que ama!", dizia a mensagem, confirmando que o médico se pronunciaria tão logo se sentisse à vontade para falar do assunto.

Entenda o caso

Assim que começou a edição do programa de segunda, Tiago Leifert anunciou que o participante Marcos Harter havia sido expulso do BBB17, por decisão da produção do programa.

Publicidade

Ele explicou que o reality é um jogo de entretenimento para alegrar as pessoas mas, por envolver sentimentos, às vezes reflete a vida real, e na vida decisões têm que ser tomadas, não se foge disso. O apresentador pôde sentir o desespero de Emilly enquanto falava e isso o abalou muito, mas foi firme e continuou transmitindo a mensagem às confinadas.

Na parte da tarde, a delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher solicitou as imagens que mostram o casal brigando na sala após a festa e concluiu que houve sim agressão física e psicológica à gêmea, que mais cedo havia passado por exames médicos. Leifert continuou falando enquanto a gaúchinha chorava copiosamente e era acalentada pelas colegas Ieda e Vivian. #BBB Big Brother Brasil