O assédio cometido por José Mayer à figurinista Susllem Tonani veio à tona para mostrar uma face até então desconhecida do famoso ator. Mas engana-se quem pensa que se trata do primeiro assédio praticado pelo dito cujo atrás das paredes da Globo. Nas últimas semanas, várias atrizes criaram coragem para expor o comportamento machista de José Mayer dentro dos bastidores da dramaturgia. Acompanhe as próximas informações e entenda:

Assédio disfarçado em cenas de beijo

A atriz Leticia Sabatella fez questão de declarar publicamente que viveu uma situação bastante parecida a de Susllem quando trabalhou com o ator. Ao ler o relato da figurinista, a atriz afirmou ter ficado comovida, pois sentiu o mesmo que ela sentiu.

Publicidade
Publicidade

Por esse motivo, ela não hesitou em participar do movimento #mexeucomumamexeucomtodas, que viralizou nas redes sociais e ainda está incitando a discussão sobre a cultura do assédio.

Outra celebridade que veio a público dizer que também foi assediada por José Mayer foi Camila Pitanga, que contracenou com o ator na novela "Mulheres apaixonadas" em 2013. Na época, a atriz chegou a comentar com seus colegas de trabalho que ele a deixava constrangida com o desrespeito às normas do beijo técnico. Segundo Camila, o ator sempre tentava usar a língua nas cenas de beijo, em vez de apenas simulá-lo com os lábios.

Outras manifestações sobre o caso

Apesar de não ter sofrido nenhum assédio por parte de José Mayer, a atriz Luana Piovani resolveu expressar suas considerações sobre o fato em um vídeo para o YouTube.

Publicidade

Na gravação, ela se mostra convicta em afirmar que o ator cometeu um erro gravíssimo e, por isso, merece ser repreendido.

A atriz ainda relembrou outros casos de assédio e violência já "enterrados" pela mídia como o de Kadu Moliterno, que agrediu sua esposa, e o do goleiro Bruno que matou friamente a ex-namorada. Para Luana Piovani, esses episódios machistas e misóginos precisam ser realmente denunciados em honra das mulheres de todo o mundo.

À parte das manifestações das atrizes, o caso José Mayer segue sendo investigado pela polícia do Rio de Janeiro. Conforme indicam fontes externas, Susllem Tonani foi convocada a depor sobre a denúncia e iniciar um processo judicial contra o ator, no entanto, ela tem a opção de não comparecer se assim desejar. Vale ressaltar que em âmbito judicial o caso poderá ser tratado como estupro de acordo com o artigo 213 do Código Penal Brasileiro. #Assédio Sexual #2017